S05E07 – THE GIFT

TALVEZ porque demorei para postar a resenha anterior, S05E06 – Unbowed, Unbent, Unbroken dessa vez a resenha de hoje fluiu bem melhor na hora de escrever. Por isso, terminei rápido.

Captura de Tela 2015-05-26 às 02.41.10Faltam apenas 3 episódio para acabar essa temporada, e posso dizer que gostei muito de escrever as resenhas deste ano. Foram mais fácil de escrever, e o feedback dos leitores foi bem positivo.

E não é que, finalmente eu tenho um episódio preferido nessa quinta temporada?

Sim. S05E07 – The Gift é o melhor episódio na minha opinião, ganhando por pouco do S05E02 – The House of Black and White

Pois finalmente tivemos a reviravolta no núcleo de Cersei, e consequentemente o início do declínio da Rainha-Mãe. Um caminho que essa temporada construiu perfeitamente.

O que o episódio “S05E07 – The Gift” nos trouxe

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.24.47

 O episódio começa na Muralha. Vemos cavalos sendo preparados, irmãos observando a movimentação no pátio de Castelo Negro e Tormund sendo liberto. A atitude e a fisionomia de Tormund, ao ser liberto dos grilhões, é espetacular.

Kristofer Hivju soube dar vida à Tormund Ruína de Gigante de maneira magistral.

Aproveitando essa aparição perfeita do selvagem, quero mostrar a pintura digital  feita para o blog, por Bruno Del Rey!

Para conhecer um pouco mais sobre o trabalhos dele, cliquem no link abaixo:

BRUNO DEL REY ART

image

Voltando ao post, é exatamente uma atitude como essa que serve para aumentar ainda mais a insatisfação da Patrulha da Noite. Dá para perceber que as escolhas de Jon não agradou seus Irmãos Juramentados.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.22.44

Repararam que há pelo menos três closes na fisionomia de Olly? Agora tenho ainda mais certeza de que será o garoto Olly, o personagem que fará as vezes de Bowen Marsh, nos eventos finais dessa temporada.

Ou seja, o desfecho do núcleo de Jon Snow terá a participação efetiva desse garoto.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.23.35

Faz muito sentido se for ele, pois o personagem veio sendo desenvolvido de uma forma muito maciça. Sempre que havia cenas da Muralha, tinhamos o garoto.

A história de Olly

Ele sofreu perdas irreparáveis, como vimos em S04E03 – Breaker of Chains. Seus pais foram mortos pelos Selvagens.

Jon viu nele potencial. E nós vimos que ele tinha potencial, quando o garoto matou Ygritte, em S04E09 – The Watchers on the Wall

Por isso, acho que ele terá  um papel importante há desempenhar.

Captura de Tela 2015-05-26 às 02.57.06

Alistar Thorne avisando Jon me dá a impressão de que ele fez isso, apenas para mostrar à todos que estavam próximos, que não concorda com a atitude de Jon em buscar Selvagens e colocá-los dentro da Muralha.

A despedida de Sam e Jon serve para mostrar novamente obsidiana, o Vidro de Dragão. Espero que tenhamos Caminhantes Brancos nessa temporada, ainda.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.32.19

Depois, ainda em Castelo Negro, vemos Meistre Aemon em seus últimos momentos. A citação de Egg me fez sorrir. Se no episódio “S01E03 – Lorde Snow” tivemos a Velha Ama citando Dunk, aqui tivemos Aemon citando Egg.

A ternura que ele demonstrou nessa cena foi comovente. A cena está bem bonita, com aquela janela no fundo, iluminando o quarto escuro.

Há momentos de lucidez nas frases dele e, em um desses, foi pedido para Goiva e Sam irem para o Sul.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.33.32

Quem é Egg (resumo rápido)?

Aegon V foi soberano dos Sete Reinos e o décimo quinto Targaryen a se sentar no Trono de Ferro. Quando criança, era conhecido como Egg. Possuía seu próprio ovo de dragão, colorido com escamas verdes e brancas, colocado em seu berço quando ele era bebê. Detestava seu irmão mais velho, o cruel e sádico Aerion. Depois de muitos anos, se tornou rei depois que o Grande Conselho rejeitou outros candidatos que estavam à sua frente na linha de sucessão, e depois que seu irmão mais velho, Aemon, recusou o trono. (fonte wiki.gameofthrones)

Para quem quiser conhecer mais, e ser surpreendido com uma história maravilhosa, indico a leitura do livro O Cavaleiro dos Sete Reinos, onde conta a história de Egg e Duncan.

IMG_9800
Para comprar versão capa brochura, clique aqui

Até mesmo para aqueles que não leram os livros de As Crônicas de Gelo e Fogo, eu indico. Pois não é necessário ter lido as Crônicas para aproveitar essa leitura leve. Porém, se quiserem aproveitar, é só clicar abaixo. (Nessa coleção, tem edição de capa dura do Contos de Dunk e Egg).

119303439_1GG
Os 5 livros, e a edição capa dura dos contos de Dunk e Egg

Resenha do livro

E quem se interessar pode ler a resenha que fiz nesse link aqui.

Agora voltando à resenha…

Estamos em Winterfell e já vemos o desenrolar do núcleo de Sansa. Ramsay continua sendo um sádico, e dá um certo desespero ver o estado da garota Stark.

Os braços roxos são sinais de que passou um tempo desde o casamento. Eu tinha esperanças de que isso não fosse acontecer e que ela não fosse sofrer mais. Mas parece que irá, porém não será mostrado na série de forma direta.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.40.15

Eu achei que Fedor iria ajudá-la nesse momento. Ele sabe o que é sofrer nas mãos de Ramsay.

Impedir que Sansa passasse pelo mesmo tormento, seria uma postura esperada. Mas não dele. Por um momento vi em seus olhos, Theon e não Fedor. Foi quando Sansa o lembrou quem ele era.

Theon Greyjoy, ultimo Filho de Balon Greyjoy. Senhor das Ilhas de Ferro.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.41.29

Ele saiu decidido, na verdade.

Porém, quando vi Ramsay na Torre, eu sabia que ele ia entrega-la. Fiquei com raiva? Um pouco. Mas dá para entender ele.

Theon já foi enganado várias vezes por Ramsay. Quando foi liberto e depois pego or Ramsay. Depois quando Myranda e aquela outra amante de Ramsay apareceram para salva-lo.

Captura de Tela 2015-05-26 às 03.27.12

Theon realmente foi quebrado. É difícil para ele deixar de ser Fedor, e isso vimos na quarta temporada inteira. Lembro de quando ele fez a barba de Ramsay, e mesmo assim não cortou o pescoço dele.

Isso prova que ele não tem coragem de fazer nada, contra Ramsay Bolton. O medo da represália é enorme. E se dizem que “Um homem esfolado não guarda segredos”, eu diria que não guarda nem honra.

Mas ainda acredito que ele ajudará Sansa.

Ele precisa se redimir. E essa redenção será no momento em que ajudar Sansa. Espero que seja ele quem mate Ramsay. Acho que a série precisa nos dar isso! Uma vingança plena para liberta-lo de uma vez por todas.

Captura de Tela 2015-05-26 às 02.13.13

Quando vi Brienne olhando para a Torre, tive a certeza que teremos uma cena com ela espetacular, como na temporada passada. Espero que ela lute como lutou contra o Cão.

Uma coisa que me incomodou ao pensar em Ramsay ali na Torre. Por que ele estaria ali? A resposta para essa pergunta veio depois.

O episódio continua focado no Norte. Aemon Targaryen morreu. As palavras de Sam foram tocantes.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.31.05Nenhum homem foi mais sábio, mais gentil ou bondoso. […] Ele era do Sangue do Dragão mas agora seu fogo extinguiu. E agora sua vigília se encerra.

Sam percebe (com a “ajuda” de Allister) que está sozinho com Goiva e seu filho.

Cada vez que vejo Ramsay tenho a certeza de que a HBO irá mata-lo nessa temporada. E isso será uma forma de impactar o espectador. E estou realmente esperando para ver isso.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.31.58

Quando Ramsay fala sobre as tropas de Stannis, eu imaginei que isso pudesse justificar ele na Torre. Ele estaria ali na Torre, aguardando Stannis se aproximar.

É a única explicação que vejo para vermos ele lá em cima.

Podemos ver que Sansa, mesmo sofrendo nas mãos desse sádico, ainda tenta se impor. Eu havia dito que ela usaria a informação que conseguiu “irmão de Ramsay” e “condição de bastardo” para incomoda-lo. E conseguiu.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.36.21

Citar a origem bastarda de Tommen deu ainda mais força para a atitude dela.

Vimos na cara de Ramsay, a raiva crescendo. Porém essa raiva dura pouco e se transforma em confiança e alegria.

Fedor traiu Sansa.Captura de Tela 2015-05-25 às 17.53.46

A velha esfolada.Theon tremendo. O sorriso de Ramsay, e a fisionomia de Sansa.

Tudo isso, em uma cena curta, que nos mostrou haver muita coisa para acontecer nesse núcleo, antes da temporada acabar.

Ainda no Norte acompanhamos Stannis, Davos e Melisandre.

Captura de Tela 2015-05-25 às 17.54.49

O Mal e o Bem, cada um de um lado de Stannis. Hahahahaha

Pequenos fatos

Eu sempre cito os cenários e o figurino extremamente detalhado dos episódio. Entretanto, preciso citar pequenos trechos dos diálogos que me fazem vibrar com a série.

Gostei de ver menções aos Corvos Tormentosos e aos Segundos Filhos. (Duas companhias de mercenários de Essos). Mas o diálogo abaixo, foi o melhor. Captura de Tela 2015-05-25 às 22.39.23

Se marcharmos para Castelo Negro, passaremos o Inverno lá. E quem sabe quantos anos esse inverno durará?

Esse cuidado em deixar claro que o inverno em Westeros dura anos, e nunca se sabe quantos. É um cuidado que eu gosto! Eu fiquei com uma vontade absurda de ler Os Ventos do Inverno ao ouvir isso. Stannis demonstra ser um excelente estrategista. E sobre as condições climáticas, ele tem razão. Não dá para recuar. Se ele morrer, e eu espero muito que não, teremos um pretendente ao Trono de Ferro que tentou de todas as formas, tomar aquilo que achava ser seu por direito. Ele fez o que muitos não chegaram perto de fazer. Talvez seja por isso que quero ve-lo chegar ate’a última temporada.

Captura de Tela 2015-05-25 às 18.15.28

Melisandre deixa claro que precisa de sangue para suas magias. Porém não precisa de sangue retirado por sanguessugas. A magia dessa vez deve ser maior. A vida de Shireen.

A resposta da proposta, veio rápido. E eu não esperava uma decisão diferente de Stannis. Já havíamos visto em S05E04 – Sons of the Harpy a demonstração de carinho de Stannis com Shireen. Seria incoerente ele ter outra atitude agora.

Será que Melisandre volta para a Muralha após Stannis dizer não ao sacrifício de Shireen?

Ainda espero que Melisandre esteja na Muralha quando Jon Snow voltar.

Captura de Tela 2015-05-25 às 18.15.04

Stannis ainda parece ouvir Melisandre.

E não acho isso uma fraqueza, como dizem. Primeiro porque Melisandre é alguém que inspira confiança. Tudo que ela se propôs a fazer, ela fez. É impossível não acatar suas ordens depois de ver o poder de R’hllor.

Porém, Stannis tem uma moral parecida com a de Ned. Nunca ele faria algo com a filha.

Agora vamos para a Muralha e vemos uma cena sensacional. Sam tentando salvar Goiva de alguns irmãos juramentados (e mal-intencionados).

Ele apanhou tanto que por um momento temi pela vida dele. Achei que ele morreria ali! Não dá mais para não temer morte de personagem. Tudo pode acontecer.

E foi quando Fantasma apareceu que, eu achei foda demais (exceto o sumiço do lobo, depois)!

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.40.49

Ele havia aparecido de forma bem rápida no S05E01 – The Wars to Come, mas eu ainda não estava contente. Agora vimos ele de uma maneira melhor.

Confesso que não gostei do “sumiço”dele, logo em seguida. Pareceu um erro, ou um corte para economizar nos efeitos especiais. Ambas situações prejudicaram um pouco a cena.

Jon e Fantasma

Percebi que realmente Jon não tem um contato grande com Fantasma, na série. Até hoje (me corrijam se eu estiver errado) ele nunca sonhou que estava na pele de Fantasma. O contato dele só foi maior quando ele estava do outro lado da Muralha. Dessa vez, Fantasma ficou.

Não consigo imaginar o Lobo Gigante em um barco, rumando para Durolar.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.44.07

Bem, depois temos Goiva cuidado de Sam. Acho que a partir de agora, o cuidado de Sam com Goiva será maior. Então, creio que eles sairão da Muralha. Com a desculpa de que é preciso que ele se torne Meistre, agora que Aemon morreu.

Isso deixa um cenário extremamente perigoso para Jon, quando ele voltar.

Finalmente saímos do Norte e vamos para Essos, abordar o núcleo Tyrion/Jorah.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.44.38 Tyrion poderia ter sido mais esperto para conseguir seguir com Jorah. Talvez Jorah deveria ter intercedido por Tyrion. Querendo ou não, ele precisava do anão, para se aproximar de Daenerys.

Então achei que ficou um pouco sem sentido essa cena. Mesmo assim não deixei de gostar da atuação de Peter Dinklage.

O novo proprietário de Tyrion e Jorah me surpreendeu positivamente. Gostei da atuação dele.

Tem razão, ele é engraçado.

Agora em Meereen temos Daenerys e Daario. Ela explica o porque se casará com seu novo pretendente, Hizdahr zo Loraq.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.46.11

O que me irrita no núcleo de Daenerys é essa “personalidade influenciável” que ela tem. Qualquer coisa que alguém diz à ela, faz com que repense todas suas posições.

Achei que a conversa com Missandei, a morte de Sor Barristan e Verme Cinzento gravemente ferido, em S05E05 – Kill The Boy, fariam com que ela mudasse de postura. Mas parece que não. Ela ainda continua volátil. E isso me incomoda muito.

Um mãe de dragões sem dragões.

blábláblá

Ou você é a carniceira ou a carne.

blábláblá

Sei lá quantos conselhos ela já recebeu. Por isso acho que ela deveria ser bem mais determinada.

Captura de Tela 2015-05-26 às 01.00.30Com essa inconstância é difícil saber se na próxima cena ela irá voltar atrás de tudo, ou será gentil, ou será impiedosa. Acho que está mais do que na hora de fixarem a personalidade dela. Vamos aguardar.

Agora no Septo de Baelor vemos o segundo melhore diálogo do episódio. Olenna e seu sarcasmo e Alto Pardal e sua “humildade” ,nos agracia com diálogos fervorosos.

Captura de Tela 2015-05-26 às 01.02.46

72
Meu irmão lembrou desses dois!

Ficou claro que ele não voltará atrás. Ficou claro que ela fará qualquer coisa pelos netos.

Porém ele deixou ainda mais claro que a minoria deve temer, quando a maioria se volta contra eles.

O modo como a Fé Militante foi abordada na série é demais.

O poder político e poder de polícia que eles exercem é grande demais e perigoso demais. Como Cersei não percebeu isso?

Gostei quando ele cita a realidade por trás das colheitas atinge ela. É a única coisa que atingiu. Com um balde nas mãos, percebemos que ele quer “limpar a sujeira de Porto Real”.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.48.06

Perceberam que no início do diálogo ele está torcendo pano com sujeira, bem na hora que Olenna cita Cersei? Bem… Cersei pagará pela “sujeira” diante dos Deuses.

Falando em Cersei,  vemos uma cena dela com seu filho. A cena com Tommen é bem rápida, e mesmo assim a atuação do garoto não convence.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.49.15Joffrey se impunha bem mais, mesmo quando não gritava. Já Tommen não impõem nenhum respeito.

Ao menos vimos Cersei agindo como uma leoa. Cuidando de sua prole com toda garra. Independente se isso não traga a felicidade de seu filho. Ele é seu único filho e isso tem um peso grande.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.50.50

Entretanto, em Dorne, vemos Jaime com Myrcella.

O diálogo é bem sem sentido, ou ao menos tem poucos elementos para justificar uma conclusão daquela forma.

Dorne é perigosa para você. Vou te levar para casa. _ Jaime

[…]

Agora você me obriga a voltar? Você não me conhece. _ Myrcella

Já nas celas de Dorne há momentos interessantes e momentos desastrosos.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.51.15

Momento interessante?

– Bronn cantando A Mulher do Dornês novamente. Dessa vez bem mais afinado.

– O veneno passando a ser mais eficaz quando o sangue corre com maior rapidez.

– A citação do veneno de Ashai, também foi legal.

– Possibilidade de Bronn não morrer.

Momento desastrosos?

Porém as Serpentes da Areia, parecem muito perdidas ainda. E a parte do roteiro referente à esse núcleo sempre parece ser o pior.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.51.35

Qual o sentido de envenenar Bronn no episódio anterior, “ativar” o veneno nesse episódio, e logo em seguida, sem NENHUM motivo aparente, entregar-lhe o antídoto?

Se os produtores queriam Bronn vivo, era melhor não terem ferido ele. Ou, Doran Martell ter ordenado que lhe ministrasse um antídoto.

Agora as próprias Serpentes dão antídoto para ele? Só se existir um interesse posterior.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.54.26

Bem… meu veredicto sobre Dorne e as Serpentes de Areia.

Não deveriam existir na série, assim como fizeram com os Greyjoy. Se não vão conseguir manter o ritmo do núcleo, é melhor corte-lo. Havia botado muita fé nessa mudança. Jaime em Dorne.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.54.29

Agora já acho que a ideia não funcionou, e há erros, um atrás do outro, para manter esse núcleo funcionando.

Agora em Porto Real, mais uma conversa de Olenna.

Dessa vez com Mindinho. Parece que Olenna é a única que tem informações sobre Mindinho, e ela sabe jogar, de uma maneira sensacional.

Nós dois matamos o Rei

O melhor diálogo da temporada. Segredos antigos sendo retomados, alianças sendo colocadas em dúvida, e mais mentiras sendo contadas.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.54.52

Mindinho é sempre o personagem responsável por diálogos interessantes.

O futuro é o que vale a pena discutir

Gosto quando ele fica mudo ao ser ameaçado. E nesse caso, reconheceu o que fez… mas tinha algo para dar em troca.

O grande jogador do Jogo dos Tronos. Não dá para discutir isso.

Lancel vai testemunhar! E foi coisa de Petyr.

Vamos para Essose  vemos uma pequena arena, onde os escravos lutariam até a morte para poderem ir à Grande Arena de Daznak. O proprietário de escravos, fica extremamente surpreso quando vê a Rainha.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.55.04

Jorah faz o papel de salvador. Deu para sua Rainha o que ela queria. Um meio termo entre ” abrir as Arenas” e “não ter mortes sangrentas”.

Achei interessante ele perceber isso, e dar isso para ela.

Mesmo que eu não veja sentido nas ações da Rainha. Não quer ver sangue ou morte gratuita. Mas decidiu abrir as “arenas”?

Daenerys não tem uma linha de raciocínio coerente, e atribuir isso à pouca idade não me convence. Uma garota de pouca idade e insegura, não prenderia seus dragões.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.55.44 Apenas alguém que entende que sacrifícios devem ser feitos para o bem maior, prenderia seus dragões. E nesse caso, a Arena seria mais um sacrifício da parte da herdeira Targaryen.

O figurino está bem legal, e as cenas foram bem coreografadas, o que me faz questionar a lutas das Serpentes. Mas tudo bem, já falei disso no episódio anterior.

Tyrion apresentando-se como um presente, foi bem mais pretensioso do que imaginei. A cena funcionou bem!

Captura de Tela 2015-05-26 às 02.41.10

Futuro de Daenerys

Pode ser que essa “confusão” nas condutas de Daenerys seja um pretexto da série para que Tyrion aja como seu conselheiro. Talvez até como Mão da Rainha. Sendo assim, após ela ouvir as opiniões do anão, veremos que ela começará a acertar com maior frequência.

Vendo os dois, um olhando para o outro, me fez pensar no futuro da série e até mesmo dos livros. Tanto coisa sensacional para acontecer.

E o final do episódio temos a Queda de Cersei. Como havia dito, Mindinho teria um papel importante nessa queda.

Captura de Tela 2015-05-25 às 22.55.58

Momentos antes, ela está na cela de Margaery.

A atuação de Natalie Dormer e de Lena Headey foram ótimas. Deu para sentir a tensão entre as duas, e a posição superior que Cersei acredita ter sobre a situação.

Margaery mesmo daquele jeito, conseguiu gritar um sonoro:

“Get out you hateful bitch”.

E isso valeu a cena!

Depois temos uma rápida conversa sobre o destino de Loras e Margaery. Perceberam que Cersei pergunta sobre “confissão”? A Misericórdia da Mãe, talvez não seja o que ela imagina.

E finalmente podemos ver o que estávamos esperando. Tudo começa com a cara que Cersei faz, quando vê Lancel.

É bem parecida com a mesma cara de Loras quando vê seu escudeiro, no episódio S05E06 – Unbowes, Unbent, Unbroken

Captura de Tela 2015-05-25 às 23.34.07

Lena Headey sabe interpretar. Eu estava com saudade do grito de raiva de louca de Cersei. E ouvimos, ele novamente.

Confesso que tive medo da Irmã Silenciosa que a levou para as celas.

Captura de Tela 2015-05-25 às 23.36.08

Bem… agora a Rainha-Mãe está caída… Seu declínio começará agora e chegará ao ápice no episódio 09. Tenho certeza que só veremos o desfecho na próxima temporada. Será que Tommen a ajudará? Acredito que não.

Então teremos nesta temporada, a Caminhada da Vergonha. E será tão impactante quanto o momento de Arya vendo a sala com rostos.

Captura de Tela 2015-05-25 às 23.36.59

Conclusão

Episódios que trazem foco maior em poucos núcleos é muito melhor aproveitado pelos espectadores. Ficamos no Norte por um bom tempo, e muitas pontas estão sendo amarradas.

Depois, ao Sul tivemos um desenvolvimento grande e em Essos também. Achei o ritmo desse episódio bem fluído, e quando acabou eu senti que queria mais.

Realmente esse foi o melhor episódio da temporada, mesmo tendo momentos com as Serpentes de Areia e Dorne.

Espero para ver o resgate de Sansa, a morte de Ramsay e a redenção de Theon. Porém o que mais quero ver é:

O que será de Stannis nessa batalha no Norte, e como será o embate de Tyrion e Daenerys?

Vocês tem algum palpite?

33 comentários sobre “S05E07 – THE GIFT

  1. Ótima review, como sempre Drunk. Só senti falta dos paralelos com os livros e, principalmente, com as suas expectativas antes da série começar, já era um clássico na sua forma de redigir. Também acompanho seus posts no universo marvel e os acho maravilhosos, principalmente o sibre o Demolidor (também sou fã da produção da Netflix). Abraço!

    1. Eae, Adriano.Tudo bem?
      Realmente eu deixei de fazer os paralelos com os livros. Assumi que a série é uma coisa e o livro é outra. Acho que ficaria cansativo eu fazer paralelos, ainda mais que se eu for tecer paralelos, acharei sempre os livros bem mais completos. O que seria injusto com a série, pois acho que a HBO está fazendo o melhor que pode fazer (errando as vezes, claro).

      Ja sobre as expectativas “o que eu esperava”e “o que o episódio nos trouxe”foi uma falha. Acabei esquecendo.

  2. Parabéns pela resenha. E concordo com vc, estou extremamente interessada com a guerra do Stannis, um personagem que no início eu não via a hora de morrer logo, e que agora eu admiro e gosto muito. Eu não gostei da Sansa estar em Winterfell, pra mim não tem sentido, e pior ainda é o núcleo de Dorne, vergonha alheia, só o Bronn que salva. No mais a série está boa, e esse epi já deu um rumo pro final da temporada.

  3. Drunk, fiquei muito curioso para ler seu review pra ver que especulação você faria quanto à cena do Tyrion com a Daenerys. Pelo visto você também está curioso pra ver o que vai rolar🙂

    (spoliers) Se a temporada terminar como o livro, Tyrion seria conselheiro dela por apenas mais dois episódios… não sei se vai ter um aproveitamento tão significativo. Confesso que teria me agradado mais ver Tyrion no meio da trupe de anões na arena.

    Outra cena que me agradou um pouco mais foi a do Tommen (mesmo com a atuação do garoto). Estava questionando com uns amigos que, nessa versão da história com o Tommen tendo uma vida sexual com a Margaery, os hormônios adolescentes tornariam ele “encantado” o suficiente para NUNCA ser omisso em relação à prisão da jovem rainha. Nos livros a apatia dele (criança) fazem sentido, mas senti falta de uma demonstração de revolta dele na série. E o episódio trouxe isso, ainda que de forma mínima, mas ao menos deixou mais crível a motivação dele para não reagir – no caso, confiar na Cersei.

    E eu não apostaria na morte do Ramsay tão cedo… acho que a série até está fluindo mais ou menos no tom do livro, se considerarmos que a trama da Sansa foi fundida com a da Jeyne Poole – e arriscaria dizer que deva terminar também da mesma forma.

    E sempre vale repetir, parabéns pelo trabalho!!

  4. Opa, muito boa a resenha! Só queria acrescentar que eu acho que o Ramsay estava na Torre, pois aquela não era a Torre Quebrada (perceba que está até decorada) e apenas fizeram um jogo de cenas para os telespectadores acharem que a intenção de Theon era acender a vela, mas na verdade ele foi direto contar para o bastardo.

  5. Dei um sorriso ilustre ao escutar o nome de EGG, e a cena é linda!… Aemon … isso me traz lembranças de um tal de BlackFire que ainda vai reaparecer em algum momento (espero).

    Abraço Drunk, Ótimo Post!

  6. Primeira vez que comento aqui, ótima análise do episódio, gosto das suas análises, não tem xororô. Para mim, também foi o melhor episódio da temporada. Só um adendo sobre as serpentes de areia, nesse episódio eu as achei melhor interpretadas que nos epi anteriores. Quando li os livros sempre achei as serpentes mais sensuais que guerreiras, que conseguiam seus ojetivos não só pelas armas mas também por outros meios, pode ser uma impressão errada, talvez tenha que ler o 4º e o 5º livro de novo. Grande análise, abraço.

  7. Stannis havia avisado Jon Snow que mantivesse seus inimigos afastados, e ele se referia justamente ao Thorne, mas Jon preferiu mantê-lo próximo. Jon terá uma grande surpresa ao voltar que será encabeçado por Thorne, que agora é o comandante enquanto Jon estiver fora, e com certeza o garoto Olly terá uma forte participação.
    Sobre Sansa… Que agonia… Não espero nada de Theon, acho que a brienne vai tomar uma atitude por si própria para com relaçao a Sansa. Vi isso no rosto dela ao olhar para a torre e não ver nenhum sinal da chama da vela. Além do que, será que a notícia da velha esfolada já não chegou até ela? Não era segredo pra ninguém que a velha tinha contato direto com Sansa. Só espero que se Brienne tomar alguma atitude, que saia ilesa no final.
    Dorne pra mim não fede nem cheira. Dispensável rs.
    Espero que a humilhação dos Tyrell acabe logo… Eles não são doentes como os Lannisters…

  8. Hey Drunk!
    As Serpentes de Areia não dá pra engolir mesmo, né? Acho que há um interesse oculto no antídoto. Oculto, porque acho que talvez toda essa papagaiada de Dorne seja para chegar nesse ponto do antídoto para Bronn. Por que será que teriam o enviado para lá? Isso aí tá muito confuso, e para nós que lemos o livro tá bem chato, imagina para quem não leu e não tá entendendo nada?
    Pensei a mesma coisa me relação ao Fantasma! Sumiu?!?! kkkk
    Outra coisa a relatar: achei muuuito forçado o fato de terem levado Daenerys para a “pré-competição”, obviamente para ela encontrar Jorah e Tyrion.
    Grande resenha Drunk!
    Bjs

  9. Ótima resenha as alwaysss ! Eu confesso que fiquei meio chateada com essas mudanças no norte. Jon saindo, Sam ficando. Estou sem esperanças dele ir para vila velha. Ficou em cima da hora, como ele iria ? por terra ? enfrentar a mesma tempestade que Stannis ? Sei nao.. Gostei da aparição do fantasma e acho que a série tem que inseri-lo mais ali no contexto e relembrar da ligação dos Starks com seus lobos, se quiserem manter essa parte como no livro. O que eu concordo 100% com você é o núcleo de Dorne. Está tão fraco que as melhores partes é Bronn cantando ! Realmente se fosse para ter feito assim era melhor ter cortado da série. No mais, mega ansiosa para essa dupla Tyrion e Daenerys !!! Será que Tyrion já conhecerá os dragõess ??!!

  10. Opa, acompanho demais seu site. Muito bem detalhado. O que mais curto são as teorias.
    Sobre a cena das serpentes e o veneno, acho que foi tanto pra explicar o veneno que Oberyn usou, a forma das serpentes agirem, ali mostrou que ela ativa o veneno com a circulação do sangue, poderia ser qq hora, mas ali ela controlou e mostrou que manda, e claro, esse veneno vai ser usado posteriormente, por isso fizeram dessa forma grosseira.
    Não to curtindo de forma alguma Jamie ter ido pra Dorne e não ter o núcleo do Victarion e Moqorro é imperdoável mas da forma que está caminhando a série, talvez na proxima temporada.
    Melisandre e Jon Snow, eu achava que ela e Stannis estariam juntos com Jon e que ela reconheceria que ele era o Azor Ahay, explicaria para Stannis e ele, justo como é, daria a propria vida ou da filha dele pra salvar o Jon, ou até mesmo que drogon chegaria na muralha e os “poderes”da Melisandre aumentaria surpreendentemente de forma a reviver o Jon e de quebra a verdadeira Luminífera.
    Mas, não tem esse caminho na série.
    Draenerys não gosto mesmo, muito fraca.
    Bom ainda faltam 3 epsódios e muita coisa pode acontecer.

  11. Olá Drunk, mais um bom texto pra variar.
    Confesso que fico um pouco confuso com algumas escolhas que a HBO faz, mas parece que começaram a acertar as coisas, agora acho que vão amarar as pontas soltas que deixaram com as mudanças feitas em relação aos livros.

    No norte, Jon parte para buscar os selvagens e deixa Sam, fico em dúvida se ele irá para Cidadela estudar, se for terá que tomar outro caminho um diferente dos livros e isso pode trazer algum encontro inesperado no meio do caminho (talvez por isso essa mudança).

    Quanto a Sansa, muito bem observado pelo Marco em seu comentário, olhando assim Theon não estava determinado a ajudar Sansa e sim entregar seu plano de fuga, ele quer manter feliz o seu “Senhor”. As consequências disso podem ser várias, note que antes de descer até o pátio Sansa pega alguma coisa sobre um barril (me pareceu um barril), eu gostaria muito que ela mesmo resolvesse seus problemas. Devo dizer que acredito que Brienne tentará algo, e falhará miseravelmente em sua tentativa, isso poderá ser o estopim da grande virada no núcleo de Winterfell.

    Gostei de Stannis sendo testado em sua determinação, os argumento dele e de Davos são válidos se pensarmos bem, a solução de Melissandre me fez lembrar da Ilíada (por favor alguém corrija se eu estiver errado, Agamemnon sacrifica uma filha para ter bons ventos até Tróia, ou algo assim).

    Cersei foi o único núcleo que recebeu atenção desde o início da temp. e isso é fácil de notar, todos os diálogos são bons, gostei até mesmo da fúria quase infantil do rei dizendo não poder fazer nada e depois querendo matar toda a cidade se fosse preciso, para ter sua rainha junto dele. Acho que o testemunho de Lancel não é obra de Lorde Baelish, mas ele encontrará uma maneira de aproveitar-se da situação, não tenho dúvidas que, se ele não controla a situação tem segurança do que pode ou não fazer.

    Como nem tudo são flores, Dorne é ruim! No começo até esperei que seria bem feita, com as serpentes de areia diferentes entre elas (com qualidades e habilidades diferentes) e um plano minimamente elaborado de vingança. O que vimos? Mulheres iguais (usando armas diferentes) com um pensamento “cego de vingança”, habilidades ruins de luta (não por serem mulheres, Brienne e Ygritte são bons exemplos) e sem a determinação esperada de alguém “cego por vingança”, enfim destruíram o que eu esperava das personagens.
    Teria sido muito melhor usarem em Dorne a trama envolvendo o plano de Arianne Martell, poderiam encaixar Bronn (por ser um mercenário faria todo o sentido).

    E pra manter o mesmo ritmo de sempre, Daenerys foi corrido demais, não fez o menor sentido ela ir ver uma arena “pré”, e encontrar Tyrion e Jorah, e depois, como vão explicar o resto, ela praticamente odeia Jorah e Tyrion é só da família que massacrou a dela, como explica ela não mandar matar os dois ali mesmo?

    A HBO acerta e erra, está voltando a acertar mais que errar, podemos esperar um bom fim de temp.

    De novo escrevo demais comentando teus textos, fazer o que, teu texto é bom e inspira um pouco.

    1. Sim! eles erram feio em alguns momentos, mas acertam magistralmente em outros. Por isso sou um defensor da série. Ela funciona como série.
      A pré arena foi algo triste de se ver hahahaha
      Fico feliz em ver comentários grandes. Se o texto inspira, é pq estou igual a HBO. Erro as vezes e as vezes acerto hahahahah

  12. Daí a gente entende porque algumas pessoas têm o merecido sucesso no que fazem. Eis o truque dos profissionais.
    O impacto de um episódio como esse é ainda mais forte quando se tem episódios mornos e polêmicos que o antecedem.
    Se muita gente passou uma semana xingando, boa parte dessas pessoas quase se esqueceu da “mancha definitiva” do episódio passado e se permitiu render-se a empolgação das cenas de “The Gift”
    Eu confesso que dei meu braço a torcer totalmente para os produtores. Eles “têm a manhã”.
    Ainda tem problemas e não chegou no nível das outras temporadas, mas recebemos mesmo a kind of gift.

    Na primeira cena, eu tb achei exagerada a quantidade de closes no menininho Olly. Ele tá “garrando um ódio” que com certeza vai explodir.

    Acho que tivemos neste episódio a primeira morte digna da série… alguém que morreu simplesmente de velhice, que fez a passagem em paz…. Foi bem comovente a cena do Meistre Aemon. Acho que vc escolheu uma palavra linda pra descrever: “ternura”. A citação do Egg nos lembra que aquele velhinho tem sangue de dragão, que tem vivência e tradição.

    Em Winterfell, tb gostei das sequências. Seria forçado se simplesmente o Theon acordasse do seu coma e decidisse se vingar do Ramsey, acender a velinha e fugir com a Sansa num cavalo. Mas o andamento desta sequencia nos fez pensar que isso (ou algo parecido) estivesse prestes a acontecer.

    Pra mim, o que marcou foi a força da personagem. Mostrou que está sobrevivendo, mesmo tendo que se entregar todas as noites a um porco, mesmo com todo o desgosto e sofrimento que tem vivido, refém física e psicologicamente, ela está sobrevivendo e não desistiu. Não se entregou. Está difícil pra Sansa, mas ela está tentando.
    Reuniu forças pra enfrentar o cara que traiu sua família, o cara que assistiu sua humilhação conjugal, que a viu despida e despedaçada. E usou uma técnica de manipulação para tentar despertar nele algum orgulho próprio que pudesse ajudá-la.

    Mas ela ainda não é tão rápida no jogo e ainda não captou a estratégia correta pra se libertar.

    E eu me surpreendi lendo os comentários do pessoal, quando vocês comentam que aquela não era a “torre certa”. E que o Fedor nem titubeou…. foi direto no chefe.

    Mas foi bom, porque agora ela não conta mais com ele. E se houver mesmo essa esperada redenção, será um bônus nos planos dela.

    Sensacional foi ver a personificação da lealdade alí, na vigília.

    Quando o Ramsey chama a Sansa, percebe-se que ela já está se acostumando com ele e está a todo momento procurando brechas para desestruturá-lo.

    Eu tb notei (conforme mencionado por um colega por aqui) que na caminhada, ela furtivamente pega um saca-rolhas sobre o barril. Pode ser que ela não faça absolutamente nada com aquilo, mas mostra a intenção da pessoa em se armar. É definitivamente uma reação.
    Antes de se armar materialmente, a pessoa toma consciência de que precisa se armar psicologicamente. Ainda que de forma precária, a mente tem clareza de que precisa trabalhar com o elemento surpresa e precisa estar armada. (Isso é um modus operandi muito mindinho jr.)

    E o diálogo foi ótimo. – Truebloods têm preferência na sucessão. – Eu fui reconhecido por um decreto Real. – Tommen Baratheon? Outro Bastardo.

    Sobre a avançada de Stannis: quem diria que ele iria deixar o Sor Davos no chinelo em nível de raciocínio estratégico?!
    Pra mim ficou claro que Stannis evolui a medida que pensa sozinho. Foi ótimo o questionamento à Melissandre. Mostra que se hoje ele carrega dúvidas, falta pouco para colocá-la em cheque.

    Eu vibrei muito com a aparição do Fantasma. Primeiro, pois não permitiu a total desmoralização do Sam, depois pq ele é um monstro lindo, mas realmente, a cena fez pouco sentido. De onde surgiu e pra onde foi? Muita coincidência ele aparecer ali bem na hora protegendo o casal. Havia precedentes?

    Lady Olenna….. os diálogos das suas cenas são sempre muito bons.
    Mas dessa vez ela está bem desesperada. Tomou uma lavada diplomática do High Pardal. Tomou uma lavada estratégica do Mindinho.

    Se não me engano, no episódio anterior, mostra o encontro dele com o Lancel na capital. Quando ele explica que não podia negar o chamado da Cersei e não podia mentir, fica claro que ele já achou um outro caminho para contornar os obstáculos. Fica claro que bater de frente não funciona para ele e as ameaças de Olenna ele “desmancha” com um presentinho articulado por ele.

    Ver a Cersei enjaulada não resolve os problemas dos Tyrell, mas acalenta nossos corações e cria uma crise sem precedentes no reino. Um inimigo a menos para dificultar possíveis manobras para libertar seus netos.

    E a cena da queda da Cersei… me lembrei do meme do Chico Buarque novinho…. muito engraçada. Quem não gargalhou de satisfação?!

    Bom, acho que foram essas minhas impressões.

    1. Seus comentários sempre me faz parar e repensar o episódio. Tem o efeito que eu imagino que minhas resenhas tenham (ou gostaria que tivesse).
      Realmente os produtores souberam retomar a série, e por isso estamos diante do melhor episódio da temporada.
      Sua visão sobre Sansa é bem acurada. Acredito que ela esteja realmente iniciando um postura forte. Espero muito ver isso nas telas, de forma direta. =)

  13. Começando pela parte ruim: Dorne. Acredito que a virada (ou ápice) da participação de Bronn no arco seja o antídoto. Em uma teoria bem otimista, o líquido que ele tomou para se salvar pode ser um outro veneno que o faça obedecer as Serpentes. Ou com menos fantasia e mais HBO, Jaime tenha que ir embora sem ele e o mercenário passe voluntariamente para o lado delas.

    O caminhar da história do Stannis dá a entender que não teremos nenhum possível menção ao Rickon no caminho de Davos? O destino do menino continuará escondido?

    Ninguém comentou, mas tive uma impressão bem forte da aparição do Fantasma ter a ver com o Jon. Algum possível comando dele à distância ou seria loucura? O lobo chega logo após um dos atacantes citar o nome dele.

    Foi bem interessante ver a oscilação de Sansa entre a fragilidade e a segurança. Mas tenho uma leve impressão que o fim de Brienne está próximo e será trágico. Pod deve ter algum papel interessante nessa conclusão de temporada.

    Essa aceleração do encontro entre Daenerys e Tyrion me deixou com um certo receio do que irá acontecer por lá. Mas eu sigo confiando no que a série tem mostrado.

    Gostei bastante do texto e li todas as resenhas da temporada de uma vez e não resisti a dar o meu pitaco também.

  14. Parabéns pela resenha, ótima como sempre.

    Também achei esse o melhor episódio da temporada até aqui, mas não vejo a hora de chegarmos nos dois últimos que, com certeza, explodirão cabeças.

    Acredito que essa temporada esteja sendo muito “morna” pois, após os acontecimentos do Tormenta (3 e 4ª temporadas), as coisas se acalmam e o terreno é preparado para as cenas finais do Dança e dos acontecimentos que virão em Ventos do Inverno.

    No mais, continue com o ótimo trabalho, é sempre um prazer ler suas resenhas e teorias.

    1. Completando… Eu acredito que o núcleo Greyjoy será “resgatado” na 6ª temporada, o que me animou mais após as descrições dos supostos novos personagens da próxima temporada.

  15. Drunk,

    Muito boa sua resenha! Como falaram, gosto de vir aqui pois suas resenha são leves, interessantes, e sem chororô. Não aguento outros sites que a galera só chora e reclama, chega! Apreciem os livros, apreciem a série, fim.

    E trago aqui algo que surgiu no site do gameofthronesbr e que gostaria que você comentasse ou até fizesse um post sobre teorizando! Seria demais.. Pois mostra o futuro da série na 6º temporada, e é interessantíssimo!

    http://www.gameofthronesbr.com/2015/05/divulgada-lista-parcial-de-novos-personagens-da-6a-temporada-de-game-of-thrones.html

    Pirata, um homem entre os 40 e 50 anos. Ele é um um pirata infame que aterrorizou mares ao redor do mundo. Astuto, implacável, com um toque de loucura. Ele é um homem de aparência perigosa.
    (Palpite: Euron Greyjoy ou Victarion Greyjoy)

    Pai, entre os 50 e 60 anos, é um dos grandes guerreiros de Westeros- um tirano mal-humorado, grave e intimidante. Ele exige disciplina marcial no campo e em sua casa. É descrito que ele tem um papel importante e está “centralmente envolvido” no enredo de um protagonista.
    (Palpite: Randyll Tarly)

    Mãe, ao redor dos 50 anos. Ela é uma mãe doce, gordinha, e adorável, e tem um fraco por um dos seus filhos, que se beneficia de sua bondade.
    (Palpite: Melessa Florent)

    Irmã, ao redor dos 20 anos. Ela é gentil, amigável e despretenciosa.
    (Palpite: Talla Tarly)

    Irmão, 20 e poucos anos . Atlético, bom caçador, excelente espadachim, viril, não particularmente brilhante, mas o filho favorito do pai.
    (Palpite: Dickon Tarly)

    Sacerdote, em seus 40 ou 50 anos. Um ex-soldado ríspido que encontrou a religião. Agora é um sacerdote rural pragmático e direto que ministra para os pobres do campo. Ele é um trabalhador ardiloso que resistiu a muitas batalhas.

    Atriz de destaque, 40 e poucos anos, ela é uma atriz elegante, com uma companhia de teatro itinerante. Divertida, carismática, a atriz da companhia que gosta de beber rum.

    Sacerdotisa. De 20 e tantos até 30 e poucos anos. De qualquer etinia – ela é linda, intensa e magnética.

    Guerreiro feroz, um homem alto, 30 ou 40 com um poderoso físico. Eles estão procurando por alguém com “etnia mista” para o papel.

    Garoto grande, o ator terá 10-12 anos mas no papel terá 7 ou 8. Ele é descrito como “um menino inteligente” que parece grande demais para sua idade. Ele é grande e alto, mas não acima do peso.
    É especificado que ele aparecerá apenas uma vez, e terá que ser atarracado/acocorado.

    Garoto de 12 anos, com o cabelos castanhos e olhos azuis. Ele precisará usar um sotaque do Norte. Ele tem cenas em que lutará com uma espada de madeira. A duração do papel não é especificada.

    Garoto de 7 anos com cabelo castanho escuro, um rosto estreito e olhos verdes. Ele também terá sotaque do Norte e lutará com uma espada de madeira.

    E ai, Drunk? Greyjoys? Rickon ou glashbacks? Tarly pai do Sam?

    Eu particularmente identifiquei o Euron, pois conforme o livro “Por dentro da Série GoT HBO” o único irmão de Balon é Euron! Talvez misturem ele com o Victarion também..

    O Tarly será legal de conhecer, o maior guerreiro de Westeros, ótimo estrategista, enfim, e toda história com Sam e o outro filho preferido. Provavelmente na ida a cidadela, Sam irá encontra-lo novamente, e terá que convencer que o filho de goiva é seu, algo assim.. Será?

    Tem estas crianças que não sabemos se serão filhos da floresta, se serão Rickon e alguns selvagens de skargos, ou se são flashbacks de alguns starks!

    Fiquei mega curioso…

  16. Olá Drunk,
    Muito obrigada por mais uma ótima resenha.

    Não acho que o presente que Mindinho tenha para Olenna seja a historia de Cersei & Lancel.
    A série já mostrou que o Alto Pardal tem conhecimento, por confissão do próprio Lancel.
    Além do que, isso não resolve a situação dos irmãos Tyrrel.

    Acho que Mindinho tem alguma prova de que o Oliver foi subornado pela Cersei.
    Afinal, o Oliver é (ou era) empregado do Mindinho, e mais um que ele manipula.
    Se algo assim ficar provado, Loras e Margaery serão inocentados no julgamento, e piora a situação da Cersei.
    Os Tyrrel saem por cima e Mindinho ganha ponto com a nova familia que estará no poder em breve.

    Sam e Gilly devem ir pro sul, sim e talvez ele deixe-a com a mãe, antes de ir para Vila Velha.
    Em episódio anterior Sam falou que quando criança queria ser Meistre.
    Stannis disse que ele deveria continuar procurando informações sobre os WW.
    Além disso foi mostrado que não é seguro Gilly permanecer lá.
    Quando Jon voltar deve mandar Sam e Gilly seguirem viagem.

    (spoiler) tem gente que diz que viu trailler de episodios futuro e que Stannis se sacrificar no lugar da filha.
    Preparemos o coração….

  17. parabéns pela resenha, muito bem escrita e fundamentada. Só vou discordar de você com relação às serpentes de areia. A cena do cárcere foi interessante (que atriz linda)!
    O fato dela ter seduzido, revelado o envenenamento e logo depois salvo a vida do Bronn pode ter feito dele um futuro aliado, o que acha?

  18. Eu não sei se foi impressão mas na parte em que a Melissandre fala com Stannis sobre precisar de sangue real ela, diz algo sobre o bastardo não ter vindo para poder usar ele e dai teria que ser com a Shireen.
    Eu me pergunto se essa poderia ser uma referencia a Jon snow e não a Gendry! Seria mais uma pista da serie ??

  19. oi primeiro vou falar do que eu pensei diferente.

    theon acho que não foi para a torre quebrada e sim direto para o aposento de ramsay. tanto que na cena do pátio mostra a torre quebrada ao fundo e theon indo direto para o ramsay,
    a segunda e a cena da tyene o pessoal só presto atenção nas suas curvas e esqueceu o principal objetivo do dialogo a apresentação do veneno apenas tocar na pele a pessoa morre depois de 2 dias portanto concluo que esse veneno será usado em alguma cena em porto real aguardem.
    a terceira e o homem jovem e bonito de mindinho não acho que é lancel ate pq ele já havia dito para cersei que tinha confessado seus crimes no episódio 1 o alto pardal estava apenas esperando a oportunidade. acredito que o jovem deva ser o olyvar que vai desmentir o depoimento e acusar a cersei de ter manipulado ate pq olenna quer seus netos.

    para terminar sempre acompanho suas analises e teorias e gosto muito .

  20. Grande Drunk, sou um leitor assíduo dos seus posts, e suas resenhas são muito boas.

    Confesso que errei muito o tema desse episódio. Achei que The Gift seria algo relativo à Arya e à Dádiva do Deus de Muitas Faces.

    Tenho um comentário sobre todas as resenhas que você tem feito – e o sentimento dos telespectadores em geral. Todo mundo impressionado com o Stannis! Como ele aparenta ser o rei certo para Westeros, e justo nessa temporada. Isso pra mim é o indício mais claro que ele irá morrer até o fim, ou ter um outro final bem trágico, até o fim da temporada. Veja Ned, Robb, Oberyn… Se ele ainda sofrer uma perda (se algo acontecer com Shireen, por exemplo), para que nos apiedemos dele, aí será certo um desfecho triste para o personagem. Sei lá, acho o GRRM meio sádico em alguns pontos rs.

    Outra coisa que me chamou a atenção foi a atração física pela Melisandre, mais do que a necessidade estratégica dela. A série não deu esse destaque à toa.

    Por fim, fica a dúvida: realmente trocarão a doença de Meereen nos livros por uma epidemia de escamagris?

    Abraços e parabéns pelo blog.

  21. neste episódio fica claro q não há como traçar um paralelo com os livros, principalmente durante a batalha .. porém temos a informação de q D&D sabem a continuidade da história, ou ao menos de grande parte dela, nos livros .. portanto, creio q oq vemos aqui em relação aos outros, é algo q poderá, quem sabe, estar em Winds of Winter ..

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s