Game of Thrones – S03E09 – The Rains of Castamere

Esse é um post difícil…27l

Ao terminar de assisti-lo estava com os olhos marejados. Pelo Casamento vermelho? Quero pensar que sim.

Eu assisti impassível o final do episódio… sem emitir som algum, acompanhei os créditos finais que emergiam do fundo de tela negro… sem música, sem cantorias, sem versão rock de urso ou donzelas… apenas um medonho silêncio…

A primeira coisa que pensei:

Farei o post apenas sobre o Casamento Vermelho. Esquecerei Yunkai… Esquecerei Bran e sua habilidade como warg… Esquecerei a morte de Orell e o abandono de Ygritte… isso não é importante. Não nesse momento.

Mas depois, pensei melhor… e deixar o casamento vermelho para o final do post seria o melhor a ser feito, pois o episódio trouxe ótimos elementos para a trama.

O que posso adiantar é:Que episódio triste… Arrisco a dizer, que esse é o momento crucial para a mudança dos rumos que a trama seguirá.
evernote-camera-roll-20120926-100440

O que esperava do Episódio 09 – Red Wedding

Episódio 09 – Red Wedding

Direção: David Benioff & D. B. Weiss

Esse deverá ser o melhor episódio da temporada, ou ate mesmo da serie! Tenho certeza que superará a Batalha em Água Negra no S02E09. Fico triste com esse momento da série… e vendo a foto de Catelyn e Roob juntos, lembro das conversas dos dois nos livros.

Catelyn é um exemplo de mulher e mãe. Robb um exemplo de filho jovem que necessitou amadurecer tendo em vista a morte do pai. Será triste demais esse episódio.

O que o Episódio 09 nos apresentou?

Episódio 09 –Red Wedding

Direção: David Benioff & D. B. Weiss

game-of-thrones-season-3-poster-slice1

O episódio começa com Catelyn e Robb Stark conversando sobre a captura de Rochedo Casterly.

Robb, o Rei do Norte, demonstra sua humildade Stark e pede conselhos a sua mãe.

Esta cena serve para preparar o sofrimento do telespectador. Os produtores souberam levar o episódio… A relação mãe e filho, o respeito entre eles, o amor entre eles.

3

Era Ned Stark que deveria star ali, ajudando e aconselhando seu filho. Mas ele não está. E é Catelyn que toma as rédeas da família Stark…

Catelyn ouve a opinião do filho, pondera os riscos, e ao final concorda com a decisão do Jovem lobo. Senti que o ataque ao Rochedo Casterly seria loucura, mas Catelyn deixou-se tomar pelos sentimentos e apoiou o filho.

Esse ataque que pareceu uma ideia desesperada. Só que ao mesmo tempo ousada, caso os Freys ajudassem de verdade. Enfim… um movimento tático que nunca seria levado até o fim.

A cena acaba e logo estamos nas Gêmeas.

Quando vi uma tigela com pão e sal, eu tive a certeza que o episódio seria fiel aos acontecimentos dos livros, e que não haveria com que se preocupar.

Os diretores demonstram um respeito infindável com a obra de Martin… e os pequenos detalhes trazem a tona nossa alegria em ver o livro transformado em série.

Pão e sal

Foi uma grande sacada da HBO inserir essa cena. O pão e o sal sendo passado para cada um dos convidados tem um grande valor moral e ético. Pão e sal é uma espécie de salvo-conduto. Todo e qualquer um que comer pão e sal oferecido por seu anfitrião tem a certeza de que não será atacado.

4

– Robb, escute-me. Depois de comer do seu pão e sal, tem os direitos do hóspede, e as leis da hospitalidade protegem-no sob o telhado dele.
Robb pareceu mais divertido do que assustado.
– Tenho um exército para me proteger, mãe, não preciso confiar em pão e sal. A Tormenta de Espadas, Catelyn

E é exatamente mais um elemento para aumentar nosso sofrimento ao que está por vir, e transformar ainda mais vil a traição perpetrada por Walder Frey.

Um momento cômico tira a tensão da cena… Enquanto Robb observa cada garota Frey para se desculpar, Edmure só se preocupa em saber quem é Roslin, sua futura esposa.

Atravessamos o Mar Estreito e vemos os planos para invadirem Yunkai. É visível como Daario mexe com os sentimentos da Mãe de Dragões. E também como isso incomoda nosso amigo, Jorah Mormont.

11

Acho muito interessante Verme Cinzento participando das decisões do “pequeno Conselho” de Daenerys. E parece que Barristan Selmy já se consagra como Mão da Rainha.

Rapidamente vemos mais uma cena de Arya e Cão de Caça, dando prosseguimento à viagem até as Gêmeas. Arya não teme Cão e esse fato chega a diverti-lo. Nasce aí um respeito velado de Clegane em favor de Arya.

Chegamos a um momento que eu tanto esperei… e só não mereceu o prêmio de melhor cena, por motivos óbvios. (pois não é o Casamento Vermelho).

Finalmente vemos uma evolução significativa na viagem de Bran Stark. Ele chega muito próximo à Muralha e muito próximo dos selvagens liderados por Tormund.

Acho que esse foi o único episódio que nos mostrou algo significativo sobre Bran Stark. E o melhor de tudo isso, finalmente eu vi ele entrando conscientemente em Verão.

13

O troca-pele de G. R. R. martin é uma das melhores criações que eu já vi. Eu sou fascinado por esse tema misterioso. Tanto que tenho um post sobre wargs e troca-peles.

E com o desenvolvimento mostrado até o episódio 08, eu achei sinceramente que Bran não entraria na pele de Verão nessa temporada, ou pior… pensei que seria suprimido da série.

E não é que sou surpreendido? E os Sete ouviram minha prece, pois esse episódio teve várias manifestações dessa habilidade. (03 manifestações de troca-pele).

O modo como Bran Stark deslizou para Hodor foi impressionante. Olhos brancos, silêncio e de repente, Bran está lá, acalmando o gigante.

15

Gostei da cena, gostei da abordagem… mas não gostei da ordem cronológica dos acontecimentos.

O que não me agradou?

Achei que a HBO demorou para abordar o assunto “trocar de pele”.. Essa procrastinação teve um efeito negativo para aqueles que simplesmente assistem a série.

Por que?

Porque aqueles que somente assistiram a série ficaram confusos.

Bran Stark fez o mais difícil primeiro. Entrou em Hodor. (atitude considerada abominação por Haggon em A Dança dos Dragões).

E somente depois entrou em Verão. A curta explicação de Jojen Reed sobre o acontecido situou o telespectador, mas ao meu ver, deixou a desejar.

Se desde o inicio, fosse mostrado que Bran podia deslizar em Verão, mesmo acordado (assim como no Livro), quando Bran finalmente entrasse em Hodor, o publico entenderia o que aconteceu e se surpreenderia ainda mais…

Mas os produtores optaram pelo caminho inverso. Contudo é só uma questão de opinião e a alteração do roteiro não causou nada que atrapalhasse o episodio, que de longe é o melhor da temporada.

Enquanto isso Jon está a poucos metros de seus irmão escondidos na torre… Jon não consegue matar um camponês amigo da Patrulha e como a situação fica insustentável ele se rebela contra os selvagens.

17

E é nesse momento, em que Jon luta contra vários selvagens que Bran entra em Verão e ajuda seu irmão.

A briga que tanto esperei… Orell vs. Jon Snow aconteceu! Jon é superior em esgrima, pois foi treinado nos pa´tios de Winterfell. Dificilmente a falta de disciplina de um selvagem conseguiria trasnpor a disciplina do Stark bastardo.

Ao final, Orell foge de seu corpo humano e busca as penas de sua águia. E como um bom selvagem ele investe contra Jon… Seu ódio é descarregado sobre a face de Jon (meninas terão que conviver com Kit Harrigton arranhado).

Dois momentos me alegraram nessa cena:

1º – Mais uma demonstração da habilidade de um troca-pele!

2º – Ficou claro que aqueles rumores de que Orell seria uma mistura de Varamyr é mentira. Orell é apenas Orell. (assim espero).

18

Overdose de troca-peles

Há grandes chances de Varamyr aparecer na próxima temporada, ou quem sabe na 5ª temporada. E eu chorarei de alegria quando aparecer seus 3 lobos, sua Ursa, a águia de Orell e seu gato das sombras sob seu domínio.

Voltamos a Yunkai e somos surpreendidos por uma cena bem coreografadas, no melhor estilo “grupo de aventureiros de D&D”. A tríade combatente de Daenerys, Daario, Jorah e Verme Cinzetno (pronuncia-se Toro Cornudo em Valiriano) lutando em sincronia foi demais. Uma sintonia feroz entre Daario e Jorah, com seus golpes bem executados, isso sem falar na disciplina de Verme Cinzento.

Daario deixou de ser uma má escolha (na minha concepção, pois até então Bastardo de Titã roubou a cena em S03E08), e agora se redimiu…

Sei que a queda de Yunkai deixou a desejar, por ter sido tão breve… provavelmente os limites orçamentários falaram mais alto. Mas pensem pelo lado bom… o pouco que vimos da habilidade com armas desses três, valeu mais do que uma invasão no estilo de “As Cruzadas” com Orlando Bloom.

O episódio poderiam ser considerado bom, apenas por esses fatos… mas o melhor ficou para o final.

Melhor cena do episódio

O Casamento Vermelho

O início do casamento transcorre de forma perfeita… perfeita até demais na minha opinião. Quando a noiva de Edmure retira seu véu, ele se surpreende.

20

A única mulher bonita da Casa oferecida facilmente assim? eu pensaria no mesmo momento: FUJAM! É UMA CILADA!!!

Bolton foi o segundo maior destaque da noite.

Suas feições, suas ações metódicas, tudo foi perpetrado minuciosamente para o desfecho do casamento de Edmure e Roslin.

O momento que mais me chamou a atenção foi quando Cat falou sobre a noite de núpcias e qual a opinião de Ned sobre isso, Bolton a olha com um olhar de desprezo. Um sorriso esboçado, mas com ar de desprezo. Como um “Ned sempre foi uma piada”.

Bolton é o maior traidor da trama? Muitos diriam que esse posto é Jaime Lannister. Outros diriam que é de Walder Frey.

Eu concordo que Bolton foi um traidor. Só que Robb Stark teve uma grande participação em manter Bolton na traição. Quebrar uma promessa de casamento que traria benefícios ao Norte, executar o líder dos Karstark, tudo isso pesou na decisão de Bolton.

24

Aliado ao fato de sua ganância, Tywin Lannister não precisou de muita coisa para manter Bolton dentro de seus desígnios.

Eu poderia fazer post sobre os personagens mais humanos da série. Eu iria de Catelyn até Petyr Baelish, passando com certeza por Roose Bolton.

A definição de traição é muito abrangente no universo de Martin… e isso traz uma reflexão interessante, ao olharmos para a sociedade atual. Mas nada que deva ser abordada nesse post em específico.

Voltando ao momento do casamento, observei uma alteração entre a versão da HBO e do livro, é que no livro Catelyn demonstra grande desaprovação ao ouvir os músicos. Eles tocam muito mal… Já no episódio, elogiam suas habilidades de músicos.

22

O casamento acontece sem maiores problemas, e chegamos ao momento de levar os noivos até a cama. Walder Frey se dirige ao Rei do norte… e Robb consente.

23

Esse momento serve para nos deixar ainda pior…

Os noivos são levados aos seus aposentos… e um Frey fecha a porta. É exatamente nesse momento… em que as portas são fechadas, que Catelyn tem um mau presságio. Seu sentido de mãe diz que alo está errado.

A Chuva de Castamere ecoa pelo salão aquecido. Catelyn parece desconfiada…

*versão metal de “Rain of Castamere”

And who are you, the proud lord said,

That I must bow so low?

Only a cat of a different coat,

That’s all the truth I know.

Walder Frey então, alerta Robb que ainda não lhe deu tudo o que deveria dar… E oferece a Robb Stark a hospitalidade merecida. Catelyn percebe que Bolton está trajando cota de malha em um casamento. Tarde demais… mas não tão tarde para dar um dos tapas mais fodas da TV, na cara de Bolton.

25

É nesse momento que Martin e os produtores nos pregam uma peça. Passamos duas semanas discutindo sobre a suposta gravidez de Talyssa (Jeyne) nos livros… e como eu já havia comentado na página do blog, talyssa morre, e a toeria sobre um suposto herdeiro Stark é enterrada. Martin nos deixa atônitos com essa cena e manda uma mensagem:

_ Teorizem… teorizem o que quiser… mas ainda assim eu surpreenderei vocês.

E é apos a morte deTalyssa e os dardos de besta acertarem o Jovem Lobo que, Michelle Fariley nos mostra o que realmente significa entrar no personagem.

In a coat of gold or a coat of red,

A lion still has claws,

And mine are long and sharp, my lord,

As long and sharp as yours.

Não há ninguém que não tenha arrepiado com a voz rouca e trêmula de uma mãe desesperada.

Seu único filho… morrendo aos seus pés. Sem forças para mudar o destino de seu primogênito ela ameaça, grita, chora, implora… mas em vão.

28

Catelyn “roubou” a cena, “roubou” o episódio, e não acho que estou exagerando quando digo que ela “roubou” a temporada para si.

Não havia mais ninguém naquele salão… apenas ela.

Lorde Bolton cumpre a promessa feita a Jaime Lannister e manda os cumprimentos da casa Lannister ao pretenso Rei do Norte.

enhanced-buzz-5885-1370209682-2

O Rei está morto.

And so he spoke, and so he spoke,

That lord of castamere,

But now the rains weep o’er his hall,

With no one there to hear.

Robb assinou sua sentença de morte no momento em que casou-se com Talyssa (Jeyne).

Ainda que eu entenda as motivações dele e a pouca idade (15 anos se não me engano), Robb Stark quebrou uma promessa. Talvez tenha convivido pouco ao lado do pai. Robb não seguiu os passos de seu pai.

31

E mesmo assim, o destino dos dois foi o mesmo.

Catelyn, desolada com o destino de sua casa, mata a esposa de Walder, e nem oferece resistência quando sua garganta é aberta.

Diferentemente do livro, em que Catelyn entra em crise, e arranha o próprio rosto freneticamente, sendo que Walder Frey pede para acabarem logo com aquilo.

Independentemente disso, a cena ficou maravilhosa. Eu não esperava nada mais grandioso do que vi.

Arya chegou muito perto de sua mãe… mas o destino a quer em outro lugar. Ela chegou apenas para ver um dos lobos gigantes Stark morrerem.

33

Após tanto sofrimento para uma mãe, Catelyn finalmente descansará… ou não.

Yes now the rains weep o’er his hall,

And not a soul to hear.

Conclusão

Esse episódio se diferenciou dos outros, porque foi praticamente exclusivo do núcleo Robb Stark. Na verdade, excetuando as cenas de Daenerys, esse episódio foi um tributo aos Stark.

Robb, Vento Cinzento, Catelyn, Bran, Verão, Rickon, Cão Felpudo, Arya e Jon estavam presentes. Até mesmo Hodor estavam ali… Senti falta de Sansa e Nymeria…

E como eu sempre disse: Catelyn. Que mãe maravilhosa ela é.

Sei que muitos discordarão… falarão sobre a rejeição à Jon Snow… mas isso torna ela humana. E é exatamente esses contornos que dão vida a personagem.

Ela não tem nenhuma obrigação em amar um filho bastardo, fruto de uma traição. Ned poderia ter lhe dito a verdade, mas sua honra o impediu.

Se não exigimos outra conduta de Ned, por que exigir de Catelyn?

Eu a acho humana… e creio que ter deixado Bran sozinho, foi um erro. Um erro que desencadeou um remorso imenso dentro dela.

Esse episódio foi épico, e garanto que a maioria dos fãs aguardam o próximo episódio para ver os desdobramentos dele. Será que veremos a cabeça de Vento Cinzento costurada ao corpo de Robb Stark?

Não é preciso… acho que os produtores deram o recado necessário nesse episódio.

Mas se tiver essa cena… será forte. Com certeza.

Está acabando e isso me deixa duplamente triste… só falta um episódio.

Agora fiquem como o preview do episódio 10 “Mysha

E vocês o que acharam do episódio e o que estão achando dessa temporada?

Não se esqueçam de clicar no ícone abaixo e curtir a página do blog no Facebook, e assim fique sabendo das novas atualizações!

Se preparem, pois logo logo teremos uma PROMOÇÃO muito boa! Publicarei as novidades na página na semana que vem.

banner fb

______________________________

Vocês viram a peça que a Peculiartes vendeu para um fã?

Um brasão Targaryen de 80 cm, 1,5mm de aço carbono, com pintura eletrostática…

Eu fiquei enlouquecido e estou para comprar o meu.

IMG_7845
Simplesmente sensacional essa obra de arte.

E não é só isso… a loja Peculiartes vendem itens relacionados à vários filmes e livros, e itens de “As Crônicas de Gelo e Fogo”.

226
Starks

Conversando com o Thiago, um dos donos da Peculiartes, consegui um desconto para os leitores.

IMG_5921
meu bibliocanto Stark/Lannister

Leitores do Drunkwookieblog tem desconto?

Sim! Os leitores terão desconto de 5% (cinco por cento) na compra de QUALQUER item da loja.

Sem título
Fãs de Tolkien… uma bela opção

 Como ganhar o desconto?

Ao escolher o produto, deixe a palavra REDWEDDING nos comentários e aí é só esperar a confirmação do desconto pelos adm da página, e aí efetuar o pagamento!

_____________________________________

E para aqueles (assim como eu) que estão revendo as duas temporadas em paralelo, aproveitem a redução nos preços da livraria Cultura.

game-of-thrones-season-1-bdGameOfThrones_BD_S2

E para quem não tem nenhuma das temporadas, vale a pena compra o Box de Colecionador, com as duas temporadas!

38 comentários sobre “Game of Thrones – S03E09 – The Rains of Castamere

  1. Caramba, que cena forte…
    Fiquei com frio na barriga o episódio inteiro. Depois que acabou eu fiquei 10 minutos olhando pra TV, sem chorar nem rir. Eu achei que ia acontecer na hora que o Walder chamou a Jeyne pra perto, pra ver como ela é, e falou que podia ver através de um vesido… Muito bom o episódio inteiro. Uma coisa que eu não achei legal foi que o Vento Cinzento não matou nenhum Frey. Mas a cena do RD supera tudo. E como sempre, muito bom o post.
    ^^

  2. Eu tbm achei de uma perfeição…, qdo Cat bateu no Bolton queria que ela fosse o hulk kkkkk qdo deu um murro no thor lembra?(vingadores) A propósito, vento cinzento trabalhou muito bem kkkkk, deixando as brincadeiras de lado, amei a atuação de Rob e Cat fiquei de boca aberta .Arya me surpreende tbm, suas expressões faciais…,mostra bem a dor,surpresa, raiva, ela é dez. Adorei o núcleo Bran e Cia,a parte Dany, foi legal o combate, queria mesmo ver Jorah fazer jus ao nome,mas Dany gostando de dentinho me irrita profundamente, ai que raiiiiva. Agora, meu querido, o silencio no final do episódio me deixou sem reação, não conseguia levantar do sofá, nem mudar de canal, tipo T0T sniff…sniff…acabou?

    1. putz… muito bom!!! Pior a menina se matando com o cobertor e o cachorro dela rodeando curiosão: “O que foi, mamãe??? Por que o chilique?”
      Mas confesso que mesmo já sabendo o que ia rolar, dei uns pulos por aqui..

  3. De longe até agora esse foi o melhor EP, como ja disseram ai em cima, Muito boa interpretação da Cat e do Robb e a surpressa da Arya. Quando começou tocar Rains of Castemere ja comecei a ficar mal. Vale ressaltar também que esperaa ver mais a guerra de Meeren e também nao gostei muito na hora que o John foge, achei que ele poderia se importar mais com a Ygritte, a serie nao deu um climax nos dois juntos, faltou mais momentos intimos. Quando acabou o Ep, so pensei que venha o Casamento do Joffrey huahuahu !!

  4. ¡Nochesss! Que episodio denso….pqp…..

    Gente, como eu chorei com o Vento Cinzento ali preso, sucumbindo às atitudes magoadas dos Freys. Aquele focinho caído por debaixo daquela portinha, impotente diante do destino do seu dono, me fez soluçar. Precisava de quatro caras pra atirar o coitadinho??? Que horror. E a Arya….. nossa, as carrinhas dela de espanto e tristeza foram comoventes. Mandou bem durante todo o episódio. Que menina azarada!!!

    Antes disso, eu já tinha chorado com o Rickon. Eu adorei a cena do núcleo do Bran, em vários aspectos, mas em especial com a naturalidade das falas e a boa interpretação do pequeno ( – Eu sou seu irmão e tenho que te proteger, – Nós não somos sulistas, – Eu já sei manusear espadas,) Vamos combinar que tanto o Bran quanto o Jojen ainda parecem meio travados, mas o Rickon foi muito natural. E não posso deixar de comentar que esta conversa que define a separação de seus caminhos, é crucial para o desfecho desses personagens, e consequentemente, dos Starks (o que sobrou deles😦 ) Um parênteses aqui para como a Osha tá bonita. Voltando ao conteúdo, sobre o dom do Bran, também achei que a série não deu o impacto necessário pro fato dele entrar no Hodor. Pena…

    Nesse meio tempo, é a primeira vez que posso falar: Adorei as cenas do Jon Snow… (Vai filho, se liberta disso aí que não te pertence…) Sobre o casal romântico…. poxa, ok! Ele tem um sentimento especial pela ruiva, carinho e consideração, maaaaaaas, enfim se libertou da pressão do “e sou sua e você é meu” e fez o que ele achava certo. Acabou com a marra daquele Orell irritante e foi atras do seu destino….

    Também notei um crescimento do Sam (bem pequenininho), que rapidamente foi mostrado com a sua companheira, que o admira e, pela primeira vez, ele se vê admirado por alguém, dando então um up na auto estima do rapaz, o que vai ser muito útil lá pra frente… É importante ter alguém que acredita em vc qdo nem vc acredita.

    Quanto ao núcleo da Danny, que dó do Sir Jorah chegando todo pimpão pra dizer que conseguiram tomar a cidade e a resposta recebida foi: – Tá, mas e o Daario?
    Mas foi bacana o contexto.

    E sobre a festa….. perfeitas as suas colocações…..
    Lady Cat perfeita,
    Bolton, seu grandessíssimo fdp,
    Robb, seu burro

    Verdadeiras cenas de horror. E no final, aquela sensação de “E agora?”

  5. Eu li a cena do Casamento Vermelho, mas devo confessar que diante das fortes cenas dos episódios fui as lágrimas. Não estamos diante de uma obra com final feliz, mas sim que vasculha a crueldade dos homens durante toda a existência da Humanidade. Os atores que representaram Robb e Cat estão de parabéns: fizeram nos emocionar. Robb pedindo pela mãe e Cat vendo seu filho morrer diante de seus olhos. Pensem bem: quantas cenas dessas ocorrem diariamente na vida real?

  6. Já fizeram a correção do nome dos episódios, então vou falar de outras coisas😄

    1. Não sei se você notou, mas logo na abertura do episódio mostra o mapa de Robb aberto com as pecinhas e foca especificamente no homem esfolado da casa Bolton. Achei interessante logo de cara.

    2. Aquele menino torturando o Theon com certeza é Ramsay, mas em nenhum momento foi explicado a ligação dele com os Bolton. Comeram um grande pedaço da história aí e ficou meio solto. Nem a Walda Gorda tem, foi só citada.

    3. Senti falta de Dacey Mormont e outros personagens que estavam no casamento vermelho. Eu adoraria ver Dacey na série, gostava muito dela. Mas acho que seria dor demais desenvolver mais personagens só pra morrer nesse episódio😛

    4. Eu saquei qual foi a do Martin com a Talisa, finalmente! E isso me assusta um pouco. Eu tenho a impressão de que todas as mudanças que ele está fazendo, está fazendo pra ficar mais dramático e trágico. O que tem de trágico na Jeyne, que nem estava no casório? Mas é muito mais dramático fazer uma menina grávida SER ESFAQUEADA NA BARRIGA DE PRIMEIRA. Manolo, eu li o livro, mas eu quase caí quando vi essa. O Casamento Vermelho foi uma das cenas mais brutais que já vi na televisão, e olha que não sou sensível. Eu fiquei mal o resto da noite!

    5. Mas o que foi crueldade de verdade foi mostrar a morte de Vento Cinzento. No livro você sabe que ele morreu, mas nada é descrito. Na série, mostraram o coitadinho até fechando o olhinho… Deu pra dar aquela soluçada, sabe. Acho que uma regra implicita de filmes ou coisas do tipo é que você não mata o cachorro, e se mata, não mostra. Não que o Martin siga muito esse tipo de regra.

    6. Voltando a o que eu tinha dito: Que nem pareceu que todo o papel da Ros foi só a sacanagem aleatória pra dar em uma cena brutal, tou achando que tudo tá sendo trabalhado pra impactar mais. Não quero nem ver o fim da história da Shae, que tá mais carinhosinha na série… Só pode ser algum propósito maligno do Martin.

    7. Eu discordo que a Catelyn tenha roubado a cena. Não achei que a cena com ela especificamente tenha ficado tão boa quanto no livro, até porque achei muito melhor ela ter se arranhado em desespero ao invés de ficar subitamente catatônica. E seu pensamento “Não, Ned adorava meus cabelos…” fez falta, pra mim. Não que tenha feito muita diferença no meu estado na hora.

    8. No livro, Bolton não diz “Com os cumprimentos de Jaime Lannister” ao invés de Tywin? Ou eu tou viajando?

    Bem, de resto, acho que é bem como você falou. Eu só quero ver a reação das pessoas com as próximas mortes…

    1. Bolton diz: Jaime Lannister manda lembranças. Ou cumprimentos. Algo assim. Mas é Jaime que ele cita. Eu me emocionei qdo a voz rouca de Cat clama pela vida do primogênito.
      Fez falta Dacey Mormont, concordo com vc…

    2. Como vc disse, eles querem impactar… As mortes estão violentas. Minha mãe ficou chocada com a morte de Talyssa. E duas coisas que a HBO errou: o núcleo Theon/Ramsay que nada é explicado. E a desinformação a respeito dos poderes de Bran

    3. Metalgeisha, impressionante como os sentimentos dos telespectadores se fundem e se complementam. A maioria das coisas que mexeu com vc, mexeu tb comigo: a crueldade de chocar ainda mais com facadas na barriga de uma grávida, o olhinho de Vento Cinzento por debaixo da porta e a falta de Cat falar dos cabelos. Quando li, aquele trecho me doeu demais. Mostrou uma loucura dela e ao mesmo tempo, um desejo de pôr um fim a tudo isso, como se admitisse que já passara da hora dela encontrar o Ned.
      Abraços

  7. Mesmo sabendo o que aconteceria no 9° episódio, ainda fiquei chocada com as cenas! Um dos melhores capitulos até agora com certeza! Engraçado que lendo o livro não chorei, mas vendo o seriado não consegui e acabei choramingando!rs
    Mas o que me chocou mesmo foi a morte de Jeyne!!!! No livro ela nem foi ao casório não é?! Esqueci se depois do casamento ela acaba morrendo…
    Vc sabe se isso pode mudar o rumo da história no seriado ou não vai fazer diferença?
    A cena de Catelyn pra mim foi arrepiante!!!
    Meu marido esta revoltado que todos os Starks estão morrendo e que passaram 3 temporadas sofrendo!!!!rsrsrs
    Tenho até medo de me apegar em mais algum Stark!!!rsrs

  8. Vamos lá:
    1 – E o Peixe Negro, conseguiu fugir? Será que pulou no rio????
    2 – Assisti em silencio todo o casamento, mas fiquei bolado com a morte de Talissa primeiro e na barriga. O velhor Frey já imagina que ela estava grávida, reparou demais no corpo dela no início (eu acho). Ainda mais que o Velho Caquetico fez muitos. Um grande FDP, que vai morrer bonito, espero isso no próximo livro.
    3 – Mão-Frias não deve aparecer, uma pena. Achava ele essencial na trama em unir o Bran e o Sam no castelo e explicando um pouco da muralha.. E o Sam Matador não vai existir na série, fiquei desapontado com isso. Pois ali ele ganhava o respeito da Patrulha.

    Foi o melhor episósio da temporada, de uma temporada inesquecível. Será complicado esperar todo esse tempo. Espera pelo livro e espera pela série.

    Abr

  9. Ai, Seven, por onde começar?

    Concordo que esse foi o melhor episódio EVER! Como você (e eu) tinha adiantado, superou Blackwater. Eu já tinha lido o livro duas vezes (é, eu gosto de sofrer😉 ) e passei o tmepo todo agarrada numa almofada que fica na minha cama, com os dedos doendo e tensa. Tão tensa que as poucas lágrimas que conseguiram escapar quando Bran se despede de Rickon secaram e nada mais saiu.
    Dany´s Angels, também conhecidos como as Pateras (antes que a Fernanda veja esse comentário e venha me xingar depois, isso é coisa dela) Daario, Jorah e Verme Cinzento (também conhecido como Toro Cornudo – hehe) foi muito legal mesmo. Mas que dó do Ser Jorah, o Rei da Friendzone, quando ele retorna todo feliz para entregar a cidade para ela e ela: E Daario? AI QUE RAIVA DELA! A cara de coitado do Ursão foi de partir o coração. E uma coisa me chamou muito atenção nesse núcleo. Antres, quando eles ainda estão planejando a invasão e Ser Jorah, questiona se Daario não procura prostitutas ele diz que não e acrescenta: Não se faz amor com propriedade. O que é exatamente o que ele faz com Dany. Simplesmente não me convenço do amor dele, acho que a babação dela pela beleza dela é tudo falsidade (digo isso porque eu acho que muitas meninas por aí acabam caindo por ele, mesmo com cabelo azul, barba verde e dente de ouro – ARGH! Só de pensar já me revira o estômago! Como a Dany se deixa levar por isso?). Mas é exatamente o tipo de coisa que Dany quer ouvir, e ele usa isso e a inocência dela para tirar proveito. Achei digno de nota (essa foi por enquanto a única coisa que consegui escrever para o blog. E acho que meu post vai demorar um pouco).
    A cena do núcleo de Bran e Rickon foi a primeira que eu achei muito bem colocada na série. E foi muito legal mesmo. Eu nem tinha me tocado da cronologia e do fato de Bran na série fazer o mais difícil primeiro. E quanto ao fato de não ter explicação, eu acho que isso não afeta a série, mesmo apra quem não leu o livro, porque Mance já havia explicado isso a Jon quando Orell troca-pele com sua águia lá no começo da temporada. Foi só ver os olhos de Bran ficarem brancos que dava pra sacar. E pelo que entendi da cena, ele não entrou em Hodor conscientemente, foi meio no impulso, no meio do desespero. Mas que cena comovente a despedida deles! O pequenininho mandando muito bem.
    Jon lutando com os selvagens nessa hora foi muito show. Respondendo ao que você disse, por mim beleza os arranhões, ele só vai ficar com uma cicatriz sexy como a do Anakin😉 E quanto a deixar Ygritte, foi igualzinho no livro. Alguém aí em cima disse que esperava que ele pensasse na ruiva, mas foi muito fiel ao livro. Ele só vai se lembrar dela bem mais tarde, quando ele tira a flecha dela da perna. Isso eu senti falta. No livro está muito bem descrita a parte que Jon tem que tirar sozinho a flecha da coxa. E seria uma cena sensacional na série. E pra ser honesta eu finalmente entendi porque você diz que a Ygritte é irritante. Quando Tormund diz que quer matar o fazendeiro, eu entendo, ele quer mesmo comprar briga com a Patrulha. Mas Ygritte só fala isso pra se mostrar, sei lá, provar que é fodona, ou coisa parecida. Nessa hora eu pensei: CALABOCA FILHA! Então, nem fiquei abalada com a fuga de Jon. É aquilo, se liberta, sai desse meio que não te pertence! O que não quer dizer que quando ela morrer nos braços dele eu não vou derramar um rio de lágrimas.
    Só falta o RW…ai, seven! Que sequência bem executada! Tudo perfeito. Até demais. Ah! Quanto aos músicos, uma explicação: acho que um deles era o vocalista do Snow Patrol, por isso era bom!😉 Mas quando começou a tocar The Rains of Castamere que aperto que me deu! Michelle Fairley realmente foi maravilhosa em tudo nesse episódio. Não me importo que ela não tenha se deseperado. Acho até que a catatonia foi melhor, pois chocou mais. Se ela se arranhasse e descabelasse ia cair no ridículo, não ia combinar como clima da cena. O deslumbramento de Edmure com sua noiva é algo surreal. Quero só ver a reação dele quando souber o que realmente aconteceu enquanto ele estava lá curtindo suas núpcias. Ah sim! Você sacou que era armadilha porque não é Tully! HAHAHA E quanto à noiva, digno de nota que ela estava muito tensa, amedrontada mesmo. No livro ela é contra o que acontece. Outra obsevação da Fê: tanto Edmure como Blackfish salvos pelo pênis – hahaha!
    E a Talisa! Meus deuses! Você tinha mesmo adiantado que ela morria, mas eu ainda tinha esperança. Ainda mais depois daquele megaspoiler da gravidez dela. Mas foi tudo arquitetado para chocar quem assistia. Como assim esfaqueiam uma mulher grávida na barriga? O que foi aquilo?
    E Bolton maldito!!!!! Que ódio!!!!! Mas a interpretação foi perfeita, e confesso que aquele olhar gelado dele me deu medo. Não é à toa que Ramsay é como é. E a risadinha de Walder Frey no final? O que foi aquilo? Me deu mais ódio ainda do Filch!😉
    Arya foi linda, Maisie Williams cada vez melhor como atriz. E chagando para ver Grey Wind sendo assassinado… Que dó! E você tinha mesmo que colocar a foto dele lá em cima? Golpe baixo!
    Bom, um episódio épico como esse só poderia ter um comentário longo assim😉

    Beijos!

      1. Acho que vai demorar…eu entro na internet durante o intervalo que tenho no dia, e fico procrastinando em vez de escrever…me falta coragem!
        Olha, a gente pode também combinar de repetir a dose algum dia e discutir pessoalmente. Depois da temporada? É só dizer.

        Beijo!

  10. Infelizmente Daenerys Targaryen está cega por sua paixão pelo mercenário Daario Naharis igual à Sansa Stark com relação à Joffrey Baratheon.

    Roose Bolton é um idiota que não saber nem impor disciplina e limites para seu filho
    bastardo Ramsay Snow
    O bastardo Ramsay Snow ainda será a queda de seu pai Roose Bolton.

    Ramsay Snow não passa de um psicopata, sádico, nojento, mentiroso, estúpido, arrogante, misógino e covarde. Não se preocupa com as consequências ao longo prazo com suas ações e seu comportamento, ele mesmo está cavando sua própria sepultura sem saber.

    Lorde Walder Frey mostra como o que ele é um velho rancoroso, que no fundo, não passa de um homem fraco, patético, alcoólatra, promíscuo, covarde e amargurado por se sentir inferior com relação aos outros lordes de Westeros. “O Rei do Norte emerge!”. Para mim foi o momento que o rei Robb Stark vence, pois se levanta e mostra que está disposto a lutar e morrer.
    Tudo que o lorde Walder Frey construiu ao longo da sua vida vai cair ao pó quando ele morrer. Lothar “Coxo” Frey e Walder “Negro” Frey lutaram entre si pelo controle das Gêmeas como uma cobra e um mangusto.
    Uma cobra e um magusto presos em uma vala envolvidos em uma dança mortal da qual nenhum sobreviverá. Em seu frenesi macabro destruirão qualquer coisa que ficar no seu caminho.

    Roob Stark, o rei do Norte, morto no Casamento Vermelho, vítima de sua ingenuidade nos jogos dos tronos.

    Os olhares de Arya Stark e de Vento Cinzento foram maravilhosos, Arya vendo sua esperança de voltar a sua família destruída, sendo representada pela morte do lobo de Robb.

    Deixo aqui os meus sentimentos não em relação ao Robb, mas sim, a personagem com o fundo mais dramático da série, uma das personagens mais profundas, com uma das melhores caracterizações do Martin: Catelyn Tully, que tinha de tudo para desabar desde a morte do marido Edward “Ned” Stark, mas continuou lutando para manter a família unida, mesmo acreditando que Rickon e Bran estavam mortos, mesmo sabendo que ninguém iria recuperar a Sansa dos Lannisters, mesmo sabendo que ninguém encontraria Arya, foi ali, naquela cena, onde viu o seu único filho morrer que ela desistiu de vez e morreu, mesmo já não estando morta.

    Morre Catelyn Tully Stark e nasce Senhora Coração de Pedra.

    O alcoólatra Septão Cellador da Patrulha da Noite pode ser o septão bêbado que casou o anão Tyrion Lannister com a plebeia Tysha. Onde melhor para se livrar de um sacerdote da Fé dos Sete inconvinietne do que o distante Norte? (Isso seria o raciocínio de Tywin Lannister).

    O inverno chegou.

    A civilização de Westeros vai desabar: não haverá Estados, leis, nada; apenas destruição e morte. A ordem é sobreviver; ainda que não se saiba até quando nem para quê. Os que melhor conservarem o autodomínio, o autocontrole, a frieza e a sanidade serão aqueles que tenham um forte de dever, de missão e de obrigação.

    “O que não nos mata torna-nos mais fortes.”

    Não há luz para aqueles que não conhecem a escuridão.

    O sofrimento sempre semeia nova força.

    Quando uma fera encontra uma poderoso inimigo, ela se monstra feroz e solta um raivoso rugido. Sabe porquê? O inimigo é forçado a recuar e desse jeito a fera pode evitar a luta.

    1. Gostei do seu texto. Apaixonado pelos valores Stark como eu próprio. Tb acredito q apesar de G.R.R. Martim brincar com isso, fazendo-os parecer “bobos” diante da esperteza Lannister, são estes valores q irão fazer a diferença quando o inverno chegar. E o Inverno está chegando!

  11. Olha foi fodástico esse episódio mas algo me preocupa sobre o as últimas temporadas!se o avanço continuar apenas uma temporada por ano, os personagens da Arya Bran e Rickon não vai dar para ser feitos pelos atores atuais já que eles estão crescendo, e rápido, se for compara a Arya de agora para a da primeira temporada…cara ela mudou muito..mas no livro eles não crescem tanto .Os produtores vão ter que mudar drásticamente e antecipar o fim da série…eles começaram a série muito cedo!deviam ter espardo terminar o lançamento dos 7 livros.que pena

  12. sobre a parte em que a catelyn acha que os musicos cantam mal no livro mas na série ela os considera bons kkkkk eu acho que é o fato do baterista do coldplay estar lá entre os musicos kkkk.

  13. Michele Fairley é uma estupenda atriz, talvez a melhor da série. Mas Catelyn Stark é o fim da picada! Ela é a responsável pela tragédia que se abateu sobre a sua família. Quando cruzou com Tyrion, em sua volta a Winterfell, ao invés de seguir o que Ned lhe determinara (voltar ao Norte e convocar os vassalos para preparar uma eventual defesa) resolve prender o Duende e levá-lo, imagine só, para o Ninho da Águia. Aí começou a desgraça toda. Mais tarde, como se não bastasse, ela decidiu soltar o Regicida, a única carta na manga que o filho tinha, homem sem honra e sem palavra, confiando que ele vai cumprir o que lhe prometeu (libertar as filhas e não lutar contra a sua família). Robb também é um idiota e escreveu o próprio fim quando, depois de quebrar a promessa de se casar com uma Frey, decapitou Lorde Karstark. Enfim, é dolorido para os fãs, porque acredito que quase todos têm simpatia pelos Stark, mas inevitável, coerente com o que Martin estabeleceu para a história: quem joga bem o Jogo dos Tronos, se dá bem, quem joga mal, se dá mal. E a não ser que ele resolva conceder inteligência e bom senso para os Stark sobreviventes, vem mais desgraça por aí.

  14. Estamos informados de que Sandor Clegane era realmente o cão negro de Cersei, não de seu filho Joffrey Baratheon. Isto pode servir para ajudar a explicar a hostilidade entre Tyrion e Sandor dadas as hostilidades entre os irmãos Lannister. Acontece que também acreditam que o arranjo de Tywin de um casamento entre Sansa e Tyrion não estava tentando obter uma reivindicação dos Lannisters para o Norte. Quando Tywin diz à Tyrion que ele nunca vai herdar o Rochedo Castelry, mas depois oscila uma bela esposa-troféu e o castelo de Winterfell, ele já prometeu Winterfell para Ramsay Snow e o título de Senhor e Proteror do Norte para Roose Bolton antes do Casamento Vermelho. Minha opinião é que Tywin acha que o casamento de Sansa para Tyrion é uma humilhação pública e sexual para ela que vai servir para transmitir um lembrete do destino dos últimos Starks por ter desafiado o velho leão. Basicamente, ele quer Sansa transformado em um pequeno pássaro cativo em uma gaiola dourada que canta “As Chuvas de Castamere” em todo lugar que ela vai. Foi sob as ordens de Tywin, Sor Gregor “A Montanha Que Cavalga” Clegane torturou, estuprou e matou a princesa Elia Martell depois de ter matado seu filho infante Aegon Targaryen na frente dela. Vemos Sandor tem um certo relacionamento com os homens de Gregor e pode ter ouvido rumores mais detalhadas do incidente em particular. Ele tem um certo interesse em crimes de seu irmão Gregor. Se assim for, Sandor bem pode perceber com precisão a verdadeira intenção por trás do casamento de Sansa para Tyrion. Eu não sei todos compartilham a minha opinião sobre o casamento, mas eu pensei que eu iria colocá-lo em discussão.
    O casamento de Sansa Stark e Tyrion Lannister era suposto ser uma humilhação pública e sexual para os Starks, muito consonância com o tipo de “assinatura” de Tywin Lannister de punições físicas e sexuais:
    – A amante de seu pai Tytos foi obrigada a desfilar nua para usar as jóias da mãe de Tywin;
    – Tysha sofreu um estrupo coletivo por haver ousado a se casar com Tyrion sem o seu consentimento.
    – Elia Martell:
    1) vendetta pessoal para tomar lugar de sua filha Cersei Lannister.
    2) humilhação para os clãs Targaryen e Martell.
    – O raide das Terras Fluviais a ser saqueados e pilhados, e as mulheres estupradas por causa do sequestro de seu filho Tyrion.
    E eu estou de acordo com esta interpretação. Winterfell já estava prometido à Casa Bolton. Algumas pessoas dizem que Tywin prometeu e deu Winterfell aos Boltons mas voltaria para ele mais tarde, mas eu não acho que mesmo Tywin poderia pensar que ele ia ganhar uma batalha no Norte. Roose é um comandante militar, político e diplomata tão bom como Tywin, e é muito duro para tirar Winterfell em uma batalha em campo aberto. Mesmo que os Boltons não são Starks, eles ainda são nortenhos, descendentes dos Primeiros Homens e fiés aos Deuses Antigos e os Lannisters são descendentes dos Ândalos, fiéis da Fé do Sete e as pessoas que mataram os Starks (aos olhos do público), de modo que o senhor Tywin possivelmente fazer uma aquisição Lannister de Winterfell? Já para não falar, de volta Tyrion como o senhor de Winterfell? (Quero dizer, Ramsay Snow tem o domínio agora, mas todo mundo está conspirando contra ele, certo?) Eu acho que ele só queria esfregar nos rostos de todos a sua vitória. Ele estava usando o corpo de Sansa como um campo de batalha. “Olha para o que eu posso fazer com a filha mais velha de Lorde Eddard “Ned” Stark, me veja se casar com ela para o meu filho anão vil, alcoólatra e devasso – isto é o que acontece quando você desafiar e cruzar o caminho dos Lannisters”. Acho que foi a maior humilhação. Para citar a feminista Susan Brownmiller: “o golpe sexual de misericórdia “.
    Mais uma afirmação: “Arya Stark” (Jeyne Poole).
    Sei que não era a verdadeira Arya Stark, mas era real para todos os outros lordes no Norte. Ele deu-lhe para Ramsay Snow, o Bastardo de Bolton ou Bastardo de Forte do Pavor. Não só um bastardo, mas rumores de ser um sádico, assassino e estuprador em série, e todos sabem o que ele fez para a Lady Hornwood (Donella Manderly, a prima do lorde Wyman Manderly). Eu não acho que foi uma coincidência que Tywin levou os dois últimos remanescentes femininos dos Starks e os forçou a se casar com Ramsay Bolton e Tyrion Lannister, que, se não igual, na realidade, são certamente igualmente vil em reputação.
    Tywin está disposto usar o corpo de Sansa Stark como um campo de batalha, mas ele foi mostrado para fazer algo semelhante nas batalhas. Na guerra, ele usa corpos femininos como uma arma contra seu inimigos. Ele é o único que emprega homens como Vargo “O Bode” Hoart e a companhia de mercenários “Os Bravos Companheiros”/”Os Saltimbancos Sangrentos” e os homens liderados por Sor Gregor “A Montanha que Cavalga” e Sor Amory “A Mantícora” Lorch e usa-los na guerra para fazer o seu serviço sujo. No livro “O Festim dos Corvos, Jaime reflete sobre os soldados e sua prática de estupro durante a guerra, mas Tywin se sente mais confortável, empregando sempre o pior dos piores. Há um bom paralelo entre o casamento de Sansa Stark e Tyrion Lannister e o casamento Ramsay Snow e Jeyne Poole. Roose também empregou “Os Bravos Companheiros”/”Os Saltimbancos Sangrentos” Então, ele é um homem muito confortável em cometer a mesma prática na guerra e está disposto a usar o corpo de uma menina como um campo de batalha.

  15. A música favorita do Lorde Tywin Lannister era as Chuvas de Castamere. Ele quer que os Starks adicionado à sua lista particular juntamente com os Reynes e os Tarbecks. Ele sabia perfeitamente Winterfell já estava sob o controle de Roose Bolton e Ramsay Snow, quando ele ofereceu a proposta de um bela esposa-troféu e o domínio de Winterfell para o seu filho caçula Tyrion. Ele não quer usar Sansa para sua reivindicação ou deixar que ninguém mais usá-la para que quer seja. Não dando Tyrion o domínio do Rochedo Castelry a diz que tudo que você precisa saber sobre Tyrion herdar qualquer coisa, contanto Tywin tem sempre a última palavra a dizer. Tywin conhece os pontos de vista do mundo sobre Tyrion. Casar Sansa com Tyrion realiza várias coisas. Tywin odeia os péssimos hábitos de Tyrion (os excessos com o álcool, os jogos de azar e o sexo de forma irresponsável) por causa de como ele reflete sobre a Casa Lannister aos olhos do resto de Westeros. Sansa casada com Tyrion é seu modo de proclamar-lhe uma meretriz para a sociedade. Ele quer que a linhagem dos Starks extinta ou efetivamente humilhada. Então, se ela fica grávida de Tyrion ela está sempre vista como uma prostituta suja. Veja como Cersei se sentiu ofendida quando Margaery Tyrell se tornou a rainha de Joffrey por ser as sobras de Renly Baratheon. Nenhum senhor levaria as sobras de Tyrion? Mesmo se ela tem filhos com Tyrion que nunca seriam respeitados por serem a descendência do “Duende”? A linhagem está acabada mesmo não estando morta. As crianças apenas prolongaria o legado por ser um lembrete de como o poderoso Tywin Lannister trouxe a ruína para a Casa Stark. Por 8.000 anos os Starks eram uma verdadeira dinastia dominante sobre o Norte, mas eles desafiaram Tywin e ele simplesmente entregou o seu Reino aos seus antigos rivais Bolton (que não conseguiu derrotá-los em 8000 anos, mas Tywin fez em menos de dois anos). Olhem para o horror, a piedade e a aversão da Corte em Porto Real mostra quando veem Sansa com Tyrion, os olhares sobre os Tyrells enfrentam logo após o casamento. Uma das mulheres mais bela e desejável nos Sete Reinos é a prostituta de um deformado, alcoólatra e devasso Lannister porque seu pai ousou desafiar o velho leão. Isso é o que Tywin quer. Um pequeno passarinho que gorjeiar “As Chuvas de Castamere” em todos os lugares que vai. Se ele queria que o Norte se submetem ao Trono de Ferro, ele teria prometida Sansa para o príncipe Tommen Baratheon (o filho do melhor amigo de Edward “Ned” Stark) colocado sob os cuidados de um adulto Lannister encarregado de controlar o Norte até a maioridade de Tommen. Há ainda muitas propostas de casamentos para esperar por uma melhor opção para emergir enquanto ser livre para romper o noivado de seu neto por muitos anos, se necessário. Acontece que eu acho Tywin exagerou mas nem acho que ele é ignorante suficiente dos costumes dos Primeiros Homens para pensar que o Norte jamais se curvaria à Tyrion. Seu filho caçula não duraria um mês como o Senhor Supremo do Norte e o Protetor do Norte.

  16. Cara, achei que faltaram algumas coisas para deixar o episódio muito bom, claro que temos que pensar que uma série de televisão é uma mídia distinta de um livro e com isso ocorrem alterações, contudo acredito que tais alterações deveriam ocorrer quando fossem difíceis demais para passar para outra mídia, um bom exemplo é a tomada de yunkai, a luta no bosque dos murmúrios (acho que é esse o nome, já esqueci), astapor e blablabla.
    Mas acho que nesse episódio pareceu muito que Catelyn aprovava Robb ir até as Gêmeas enquanto no livro a preocupação com ele comer pão e sal eram gigantes, ela sempre esteve com um pé atrás. Catelyn nunca deixaria Robb levar sua esposa, ÓBVIO que era um tapa na cara dos Frey! A mina de Volantys percebeu isso, uma terra onde acreditam que fazer amor é normal e não deve ter restrição. Porra, será mesmo que Catelyn deixaria passar isso? Acho ela muito mais perspicaz. O episódio poderia ter tido o foco totalmente no
    Robb, não havia necessidade em gastar outras cenas tão importantes do livro por nada (Yunkai, Bran entrando em Hodor), elas perdem o impacto, desmerecem os personagens, colocam eles nem em segundo plano, em 19º plano para ser exato.
    Apesar dessas alterações o episódio foi bom, gostei, mas poderia ser melhor, seria mais impactante.
    hahahah queria muito ver o jon snow tomar uma flecha da Ygritte, mas do jeito que foi não perdeu valor, acho que inclusive aumentou o amor (que foi pouco explorado na temporada) pelos dois.

    Bolton foi espetacular!

    1. Talvez a omissão desse fato indique que essa decisão nunca chegaria até o Jon de qualquer jeito depois do casamento vermelho, e talvez assim seja no livro.

  17. Putz eu só não entendi uma coisa……..quando sor Jorah volta da invasão, ele fala…….
    “Foi como você disse, só acreditaram tarde demais, SEUS SOLDADOS ESCRAVOS, se renderam”……..Cara nada a vê isso…Achei a maior falha de todo o seriado……. O plano nem era esse, deviam pelo menos ter gravado eles abrindo os portões…..Essa parte foi falha mas o restante nota 10

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s