O ápice de Tony Stark – Homem de Ferro 3

Não sou um adepto de resenhas de filme (por enquanto).

Acontece que de vez em quando, um filme me chama muita atenção e eu fico tentado a escrever sobre.

 iron-man-3

Como fazer uma resenha? Não sou especialista e no final sempre deixo muita coisa a desejar. Ou falo muito sobre o filme ou muito sobre algum ponto que eu gostei e esqueço de outros.

Tentei organizar minhas ideias e resolvi:

Trago uma resenha que abordará o filme Homem de Ferro 3 que traçará um paralelo com as revistas e arcos de histórias que balizaram o final dessa trilogia.

Cuidado há alguns spoilers daqui para frente…

evernote-camera-roll-20120926-100440

O desprendimento ao assistir o filme

Foi no final da tarde de domingo, que sem qualquer expectativa, me vi na fila do cinema para assistir ao 3º filme do Homem de Ferro.

Confesso que depois da euforia e ansiedade que me tomou conta por causa dos Vingadores, fiquei satisfeito com tudo que poderia ver nos cinemas a respeito de filmes de super-heróis.

(estou aguardando apenas Guardiões da Galáxia)

Assim, foram poucas as noticias que li sobre o novo filme do Homem de Ferro, e menos ainda sobre Thor 2.

Enfim, não esperava nada, pois não criei expectativas.

Sabia que o filme seria bom… Com os elementos de sempre. Um Tony Stark impecável, carga cômica elevada, explosões e uma armadura nova.

E foi assim que vi Homem de Ferro 3. Despido de qualquer pré-julgamento, qualquer cobrança, e qualquer expectativa.

homem_de_ferro_11

E não é que saí do cinema, atônito?

Shane Black me surpreendeu completamente.

Eu… Um fã incondicional de quadrinhos que foi surpreendido totalmente, ao ver um filme feito para fãs de quadrinhos, mais especificamente fãs de Homem de Ferro.

Sim… O filme foi feito para homenagear os fãs de Tony Stark.

E foi após ter visto o filme, que eu pensei comigo: Que vergonha! Eu não sabia que estavam fazendo algo tão primoroso com o Homem de Ferro!

Quem assistiu aos filmes do Homem de Ferro e Vingadores, conhecem um Tony Stark playboy e bilionário, Inteligente e sedutor.

Acontece, que nos quadrinhos apenas esses adjetivos não são suficientes para definir o caráter de Tony Stark. E é exatamente essa outra parte do caráter de Tony Stark que o filme abordou e que essa resenha abordará…

Referências às histórias clássicas

Esse filme traz diversas referências de arcos de histórias clássicos do Homem de Ferro. Falarei sobre as referências e depois traçarei um paralelo com o filme.

Primeiramente precisamos falar sobre o arco de história que é a base do roteiro do filme.

Extremis

comicvine com

Escrito por Warren Ellis e desenhado por Adi Granov, esse arco foi escrito entre 2005 a 2006.

São 06 edições que conta a história de uma formula desenvolvida pela Futurepharm, chamada Extremis que tem o poder de reestruturar a estrutura biológica do indivíduo.

A substância é definida como “a ultima evolução do soro do supersoldado original”. Nessa trama temos Aldrich Killian e a Dra. Maya.

O Demônio da Garrafa

507c83ecdf706

Publicada em 1979 esse arco de historia, nos mostra um Tony Stark transtornado… alterado e dominado pelo álcool. Essa é uma das histórias mais clássicas do homem de Ferro.

Foi escrita por David Micheliniee desenhada por John Romita Jr.

Para a época uma HQ que tratava sobre alcoolismo era, no mínimo, visionária.

O modo como Michelinie tratou esse problema foi chocante. Essa situação de Tony e os fantasmas da bebida o perseguiram por décadas.

O filme e as HQs

Agora que mostrei as referências nos quadrinhos, podemos falar sobre o filme em si.

Shane Black trabalhou o arco “Extremis” como roteiro principal.

Podemos ver como Tony está mudado. Um Tony Stark muito próximo do que Warren Ellis fez nas HQs.

Iron-Man-Extremis-Suit

Temos um filme (assim como na HQ) aprofundado na psique de Tony Stark. O Tony Stark de Ellis é extremamente inteligente, visionário, e compulsivo.

A compulsão de Tony Stark em se fortalecer, e ser sempre melhor, é absurda nesse filme. E o ego de Tony Stark sempre foi seu maior inimigo.

O filme desde o início nos mostra que o Homem de Ferro é Tony Stark, e não a armadura. Talvez por isso algumas pessoas que assistiram ao filme não gostaram tanto.

Eu não achei insatisfatórios os momentos de Stark com a armadura. Gostei do modo como ele foi retratado. Um gênio, um “mecânico” extremamente inteligente.

Ele consegue invadir o QG do Mandarim apenas com armas improvisadas. Um fato que mostra que Tony Stark não precisa de sua armadura.

IronManMandarin071412_0
Mandarim, um vilão bem tosco aparentemente

Mandarim

Um vilão, que em minha opinião sempre foi de segundo escalão.

Com seus anéis de poder, Mandarim infernizou a vida de Tony diversas vezes, mas nunca de maneira tão incisiva.

Neste filme ele aparece da melhor forma possível.

Incrível como foi utilizada a figura do Mandarim no filme.

E Ben Kingsley foi perfeito no papel e conseguiu tirar boas risadas minhas!

Assistam e entenderão.

O que fizeram com Mandarim no filme, resume a essência do personagem criado por Stan Lee.

Um vilão criado a muitos anos atrás…

.

.Outras referências

Nada de Norman Osborn como Patriota de Ferro, como nos quadrinhos.

Temos Ten. J. Rhodes como Patriota de Ferro. Eu gostei da referência. Um arco recente, que mostrou a ascensão de Norman Osborn ao final de A Invasão Secreta, e o presidente dos Estados unidos deu-lhe poderes políticos para montar sua própria equipe de Vingadores.

Ele teve acesso á toda tecnologia de Tony Stark, e criou a armadura do Patriota de Ferro.

Avengers_(Dark_Avengers)_(Earth-616)
Patriota de Ferro é Norman Osborn, nas HQs

Outra sacada ótima foi ter dado ao Presidente dos Estados Unidos o nome de Ellis. Uma homenagem ao brilhante escritor de Extremis.

Para mim, essas referências enaltecem a qualidade do filme. O cuidado que a equipe de produção e o Diretor teve, ao pensar nos mínimos detalhes, e presentear os fãs com essas sutilezas.

E algo que foi interessante de ver, é a tatuagem escondida de Mandarim. Um brincadeira, que já tínhamos visto

mandarin-cap-america-tattoo-crop
Capitão América marcando presença no filme

Outra referência boa é um momento de Pepper Potts, nos fazendo lembra da fase em que ela era R.E.S.C.U.E (RESGATE). E por um tempo usou a armadura de Tony Stark. na verdade, uma armadura feita especialmente à ela. Ver ela por um curto período com a armadura, foi interessante.

E também vemos a IMA (Idéias Mecâncias Avançadas). Uma instituição que semeia muito coas no Universo Marvel.

 

rescuepepper-e1333204907518
Pepper Potts como RESCUE

Poucos momentos de Homem de Ferro e muitos momentos de Tony Stark?

O fato de Tony não usar tanto a armadura ou todo momento em que ele necessitou da armadura, ela não estava completa… Tem tudo a ver com o roteiro.

Muitos disseram que Robert Downey Jr. Quis ter mais tempo de tela… menos tempo de máscara.

Eu não acho.

É aqui que Shane Black mesclou e inseriu o arco de histórias “Demônio na Garrafa”.

Sabemos que a Disney comprou a Marvel, e um filme que abordasse o alcoolismo seria totalmente inaceitável. (A Disney aborda o alcoolismo de outra forma. Quando suas estrelas mirins crescem e saem bebendo e dando problema em Hollywood).

Shane Black poderia muito bem abandonar esse arco de história, mas me surpreendeu e não desistiu.

bds_ironman2_demon-in-a-bottle-comic2

A clássica história está ali. E ao invés de vermos um Tony Stark dominado pela bebida, vimos um Tony Stark dominado pela ansiedade. Pelo medo do desconhecido. Pelo perigo que está lá fora.

Participar dos Vingadores trouxe sequelas ao bilionário filantropo.

Ele percebeu que é mortal. Ele percebeu que toda a sua inteligência, talvez não seja suficiente para enfrentar os perigos lá de fora. Ele lutou ao lado de um semideus e contra outro semideus… Acho que isso o afetou. Afetaria qualquer um.

São essas sutilezas que Shane Black inseriu de forma primorosa na trama. Tony não dorme. Não come. Não descansa. Antes mesmo de terminar uma invenção ele parte para outra. Entrando em um ciclo vicioso que com certeza culminaria em stress, ansiedade e medo.

Sempre buscando aprimorar sua armadura, sempre buscando um modo para se preparar e proteger quem ele mais ama. Pepper Potts.

Há uma cena interessante, onde Rhodes pergunta: é a Mark 15? Tony olha para a armadura e lá está escrito Mark 42.

Percebam… A compulsão de Tony atingiu níveis absurdos.

Constantes mudanças na armadura e na psique

A obsessão de Tony Stark em mudar e atualizar sua armadura é vista a todo o momento no filme.

E é exatamente nessa ansiedade em criar, podemos perceber que a armadura nunca está completa. Nunca está pronta.

IRON MAN 3

Em um momento crucial do filme Tony está com sua armadura, mas não há armas instaladas no protótipo. Nem o software de voo estava instalado.

São detalhes que mostram como Tony está transtornado, e não consegue organizar suas ideias.

É por isso que digo: Um bom diretor consegue fazer qualquer coisa.

O arco de história era sobre uma obsessão com bebida? “Demônios internos” que assombravam Tony? Está tudo ali. A bebida foi substituída pelo medo. Os delírios? Substituídos por pessoas que foram menosprezadas em um passado remoto.

Shane conseguiu extrair a essência de um clássico e nos oferecer algo tão bom, ou até melhor. Obrigado, Shane Black!

Atualizações da armadura e perda da humanidade

Outro fator interessante é que desde o inicio do filme vemos Tony Stark alterando e encontrando modos diferentes para vestir a armadura. Cada vez mais rápido, eliminando processos demorados. Podemos ver que desde o primeiro filme Tony evolui e criam armaduras cada vez mais sofisticadas.

iron-man-3-extremis-armor

Em Homem de Ferro 2 vemos uma armadura guardada em uma maleta.

Já em Vingadores, Tony Stark com apenas duas pulseiras conseguiu vestir sua armadura em pleno voo.

E se vocês acharam que ali seria o ápice do intelecto inventivo do nosso bilionário, vocês se enganaram. Nanochips inseridos no próprio corpo aposentam as pulseiras usadas em os Vingadores. Em minha opinião foi um passo que Tony deu rumo à perda de sua identidade humana quando inseriu partes de máquina no próprio corpo.

Outro momento que mostra a compulsão de Tony Stark é ver ele recebendo Pepper Potts, em aniversário por uma armadura vazia. Tony atualizou a armadura e agora a manipula remotamente. Em meio a toda angústia, medo e frustração, Tony chega ao limite, controlando a armadura em seus sonhos para defendê-lo.

IRON MAN 3

A armadura ataca Potts. É aqui que entendo ser o ponto crucial do problema de Tony. O medo o consumiu de tal forma que a pessoa que ele pretendia proteger foi atacada.

A armadura incompleta, Tony incompleto

Nos momentos em que Tony mais precisou de sua armadura, ela não estava pronta. Sei que estou parecendo repetitivo, mas, esse fato é o que mais gostei no filme, e por isso tornou-o épico.

Quando Tony Stark passou a se preocupar com o futuro, e começou a exigir de seu cérebro brilhante cada vez mais, buscando sempre algo melhor, Tony deixou de dar atenção à coisas fundamentais.

E neste caso, Tony Stark esquece de instalar armas na sua nova Mark 42.

Foi cena mais agressiva do filme. Sua Mansão sendo atacada por Mandarim. Um ataque que era totalmente previsível. Tony em um momento de raiva, em rede mundial, deu seu endereço à Mandarim e o desafiou. E mesmo assim continuou com a guarda baixa. As consequências foram imensas.

 Iron_Man_3_screenshot_620x380

Sua fortaleza impetrável em Malibu totalmente destruída. Sua namorada, quase morreu. E ele? estava completamente indefeso.

E no momento em que deveria voltar e ajudar Pepper, ele mecanicamente pede para Jarvis ativar o plano de voo. (detalhe: o plano de voo era levá-lo ao Tennesse).

Tony Stark está incompleto. Ele não superou (ao que me parecer) ter passado por tudo que passou em Nova York. Enquanto se preparava para uma ameaça que está por vir, esqueceu-se da ameaça imediata. E é nesse momento que temos uma reviravolta na trama.

A ascensão do Homem de Ferro

Após acordar e perceber que o Mandarim é uma ameaça real, Tony busca entender o que está acontecendo.

A Armadura ficou encostada  sendo carregada em um porão, na casa de um garoto que me lembrou muito um pequeno menino que ajudou Spawn quando ele caiu na terra, desorientado. (mas isso não vem ao caso).

Neste momento vemos um Tony Stark no melhor estilo Jack Bauer. Os vilões modificados pelo vírus extremis ficaram bons. Como meu intuito é mostrar as referências dos quadrinhos e a psique de Tony Stark, não falarei muito para não estragar a diversão do filme.

A cena que faz qualquer um que duvidava da qualidade do filme Homem de Ferro 3, dar o braço a torcer é a batalha final.

original

A cena épica mostra que nem todo trabalho de Tony Stark estava defasado e que inconscientemente todas as defesas preparadas contra a invasão alienígena é utilizada para derrotar os capangas de Mandarim modificados pelo vírus extremis.

Um show de efeitos pessoais, trazendo todas as armaduras de Tony Stark para auxiliá-lo.Olha mais uma referência, e um tributo aos fãs de quadrinhos!

a9cKS

E não há nada mais nostálgico que isto! Uma batalha épica sem dúvida!

2038624-ironman_001

Uma guerra de Armaduras

Claro que na velocidade da batalha é impossível ver todas armaduras e diferencia-las mas, algumas estavam lá.

E algumas eu vou colocar aqui…o restante é supresa.

Iron-Man-3-Mark-17-Artillery-Level-RT-Suit-640x768
Mark XVII
Homem-de-Ferro-3-Red-Snapper-28Mar2013_02-640x768
Mark XXXV

Dezenas de armaduras descendo dos céus para auxiliar o criador.

Todas comandadas por Jarvis, com a ajuda de Tony.

Enfim, aqui vemos o ápice da inteligencia que marca nosso herói.

Ele é o Homem de Ferro. Ele não necessita da armadura para ser quem é…Ele é a mente por trás delas. O criador delas.

Mas ainda há mais um elemento para fecharmos o ciclo de Tony Stark e lê vem…logo após.

O desprendimento quanto às armaduras de Tony é sentido no início da batalha, onde vemos uma a uma serem destruídas pelos soldados Extremis.

.

.

Iron-Man-3-Mark-38-Heavy-Lifting-Suit-640x768
Mark XXXVIII
Iron-Man-Mark-V1
Mark V

  Tony pula de uma à outra armadura uma armadura à outra. Combate sem cessar os soldados de Mandarim.

O Patriota de Ferro, luta sem armadura, tentando salvar o Presidente Ellis.

Achei a invasão Tony/Rhodes muito boa.

Será que só eu achei que a dupla ficou meio Riggs e Murtaugh, de Máquina Mortífera?

Filme que contou com Shane Black como escritor.

Mais uma referência, mais um ponto para o filme!

A luta final com o verdadeiro vilão por trás de tudo é muito boa. Eu particularmente nunca gostei de Pace, mas ele interpretou muito bem seu papel.

Um vilão à altura de Whiplash na minha opinião.

E outra referência, que não saiu da minha cabeça, foi no momento do embate final.

Homem de Ferro vs Aldrich Killian.

E não é que quando vejo ele lutando, não consigo para de pensar como ele é parecido com Daimon Hellström.

Daimon Hellström é o Filho do Satã. Personagem da Marvel Comics. E pasmem, ele foi escrito por Warren Ellis em 1994.

819738-eye002

Bom, posso parecer paranoico ..mas vi muitas referências em tributo à Warren Ellis, às novas histórias, às histórias clássicas, à Tony Stark, e ao fãs de quadrinhos.

(não devemos esquecer o tributo á Maquina Mortífera).

E por fim, algo acontece com Tony Stark, e ele decide reestruturar sua vida. iniciar do zero. Voltar a ser o que sempre gostou de ser. Um construtor, uma mente brilhante. E não um bilionário mulherengo. Ao menos é essa a sensação que tive.

Conclusão
Um filme fechando uma trilogia.

Um filme que bateu o recorde dos Vingadores na primeira semana. O fechamento de um ciclo, e o ressurgimento de um novo Homem de Ferro.

Um filme que mostrou Tony Stark real. um Tony Stark mortal. Esse filme foi um dos melhores filmes de quadrinhos feitos até o momento.

Junto com Vingadores. Acredito que a tendência será filmes que estarão ligados entre si, tendo como referência máxima, os filmes dos Vingadores. A Marvel Comics está anos luz à frente da DC Comics. Espero que Homem de Aço seja bom, e apague da minha mente aquele Lanterna Verde.

Thanos terá muito trabalho… sim, terá.

2030593-guardians_of_the_galaxy_8

Não se esqueçam de clicar no icone abaixo e curtir a página do blog no Facebook, e assim fique sabendo das novas atualizações!

banner fb

Anúncios

10 comentários sobre “O ápice de Tony Stark – Homem de Ferro 3

  1. Cara, PARABÉNS!!!!! Perfeita sua análise e abordagem do filme, do personagem “Homem de Ferro”, do Tony Stark, de toda história desse herói!
    Concordo em gênero, número e grau com tudo o que vc (d)escreveu.
    Pena que algumas pessoas, presas à “conceitos rígidos”, não conseguiram entender o quanto esse filme foi fiel ao personagem e não, simplesmente, às HQs.
    Obrigada pelo excelente texto!

  2. Meu amigo, vc escreveu tudo o que eu tinha em mente! E mais um pouco. Poxa! Parabéns pelo comentário preciso, detalhista e de fã de carteirinha. Valeu!

  3. E agora que eu assisti o filme e li o post (por conta dos spoilers) percebo o quanto você é detalhista e escreve absurdamente bem!
    Nao li os HQ’s mas de acordo com as referencias que vc faz pude ver claramente as ligacoes. Realmente um filme “tranquilo” e sem muitas surpresas pra quem viu os outros filmes sem ler nenhuma HQ mas depois que li todas as ligacoes realmente um filme incrível.

    Orgulho imenso de você!!!

    Parabéns pelo blog, que cresça muito mais!!!

  4. Cara sou fã de quadrinhos, desde que me conheço por gente, e junto com você acredito que o filme foi muito bom, a internet em geral está criticando muito o filme, que a Marvel mostrou uma coisa e veio outra, que o filme não tem relação com os outros futuros filmes, que ele é um filme isolado e tudo mais. Porém eu acredito que o filme conseguiu cumprir o necessário para um filme de herói se eternizar. Como fã de quadrinhos, eu não estava gostando do rumo que o filme estava levando quando saiu as primeiras noticias, Mandarim arabe? Os Aneis sem poderes? Isso transforma um vilão de renome (Diga-se de passagem que eu adoro o Mandarim) em outro personagem. O que eu mais gostei no filme foi o Mandarim não ser o Mandarim. Eu achei genial, eles me pegaram de um um jeito, que eu comecei a rir histericamente no cinema, foi muito inteligente. Me lembro que teve um trailer, que era o mandarim desafiando o mundo, isso fez com que eu acreditasse que viria um bom terrorista, mas não o madarim dos quadrinhos.
    Sobre o filme ser muito isolado, eu concordo um pouco, mas isso não faz o filme ser pior do que ele é. E andou um boato na internet, de que teria um easter egg muito escondido, de que aquele menino seria o Peter Quill, o StarLord. Isso faz sentido em dois pontos, o primeiro é que o filme dos guardiões irá se passar em 2045, e segundo é o pai do garoto, que sumiu e nunca mais voltou, o pai do Quill é um alien, o que faz sentido. A unica coisa que não bate é o nome dele que é Harley. Mas mudar de nome é uma coisa comum nos quadrinhos.
    A unica coisa que eu queria que tivesse no filme, que não teve foi o Tony injetando a extremis nele. Fora isso muito bom.

  5. Eu não concordo com quase nada com o que você disse… acho que o filme teve ideias boas, e você falou delas e concordo com isso, mas a execução dessas ideias deixou a desejar. Tony Stark com crises de ansiedade e se achar pequeno no universo? não sei como é nas HQs pois nunca tive interesse nelas mas o Tony dos filmes não deixa espaço pra essa mudança, você disse quem não ficaria assim no meio de tantos semi deuses e tudo o que ele viu no filme dos Vingadores mas ele mesmo não deu nenhuma importância em momento nenhum no filme, fora os outros personagens.. mas nisso eu posso concordar que dependendo do ponto de vista da pra engolir.
    Eu vi um filme de comédia, com roteiro cheio de falhas e cenas de ação que não me convenceram (mas aí já é o meu gosto), acho que o ponto alto do filme foi a ideia do Mandarim, e nem da pra chamar de trilogia, foi mais pra três filmes isolados.

  6. Agora sim! Depois de ver o filme eu posso comentar 🙂
    Também adorei o filme, concordo com você em tudo. Não tenho as mesmas referências porque nunca li os quadrinhos, mas as impressões que tive foram as mesmas que as suas. Foi um tributo ao homem Tony Stark. E ele é o Homem de Ferro, ponto final. Nem tinha pensado me Roger e Murtagh, mas tem razão. Igualzinho! e outro filme que eu amo. Também não tinha reparado na tatuagem do Mandarim – muito bom! 😀 Eu ate que escrevi minha review rápido, mas não foi fácil me controlar para não dar spoilers. Só não digo que é o fechamento (mesmo que tenha tido essa sensação) porque Tony vai voltar, se mais nada em Avengers 2.

    Beijos!

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s