Game of Thrones – S03E04 – And Now His Watch is Ended

Podem comemorar…

Até o mais cético fã deverá concordar… Esse foi um episódio isento de qualquer defeito! Um episódio épico!

foto 4

O melhor episódio até agora! Superando o terceiro…

Acho que para superar este, somente o episódio 09!

Muitos classificaram esse episódio como “O Episódio de Daenerys”… e eu concordo… mas devo dizer também, que esse episódio pertence à Varys.

Como disse no ultimo post, o rimo da narrativa ganhou força, e esse episódio tivemos muita ação.

evernote-camera-roll-20120926-100440

O que esperava do Episódio 04 – And Now His Watch is Ended

Episódio 04 – And Now His Watch is Ended

Direção: David Benioff & D. B. Weiss

Um título sombrio para um episódio. Acho que nesse episódio veremos o embate na casa de Craster. O embate sangrento do lado de lá da Muralha.

É claro que o episódio trará sobre outros pontos, mas acho que o tema central será a conspiração contra Jeor Mormont.

Tenho pressentimento que esse será o segundo melhor episódio da temporada.

Mindinho, com certeza terá um grande espaço nessa temporada, e provavelmente já nesse episódio mostrará seu Jogo dos Tronos (ao menos, espero isso).

O que o Episódio 04 nos apresentou?

Episódio 04 – And Now his Watch is Ended
Direção: David Benioff & D. B. Weiss

game-of-thrones-season-3-poster-slice1

O episódio inicia-se exatamente do ponto em que parou no episódio anterior.

Vemos a mão decepada de Jaime balançando pendurada logo abaixo de um rosto completamente devastado.

É possível tocar a desilusão de Jaime.

Um olhar vazio, demonstrando uma profunda agonia.

A cena em que ele luta na lama, tentando debilmente lutar com a mão esquerda, dará base para o encontro dele com Qyburn.

Com certeza no próximo episódio veremos Jaime com seu braço infeccionado, e é neste momento que Qyburn entrará em cena.

Depois voltamos a Porto Real, onde somos agraciados com uma explicação filosófica sobre o poder da influência.

É uma cena impressionante e importante. Há diversos elementos que devemos prestar atenção.

Eu fiquei curioso com a descrição de Varys sobre o ritual em que seu genital foi usado.

“Uma voz nas chamas”.

Será algo relacionado à R´hollor?

Tyrion está preocupado com sua vingança pessoal contra Mandon Moore, e calmamente Varys lhe explica sobre como as vezes é necessário esperar, ser paciente e conseguir influência. A cena inteira acontece enquanto Varys, calmamente abre uma grande caixa na sala.

foto 1

Essa cena não há nos livros… mas ela serve para os propósitos do futuro de As Crônicas de Gelo e Fogo.

Após explicar para Tyrion que a influência é importante para conseguir aquilo que se almeja, o conteúdo da caixa nos é revelado… e lá encontrasse o feiticeiro que castrou Varys, ainda vivo.

Mas o que realmente a cena nos mostra é o quão Varys é perigoso. E Tyrion percebe isso.

Até onde a influência de Varys alcança? Ela atravessa o Mar Estreito?

É interessante.

Acho que os produtores estão dando contornos mais fortes no caráter de Varys e Mindinho. Para preparar o telespectador para o q está por vir.

Nos livros, Martin tem espaço para desenvolver o caráter e as ambições dos personagens. Já na série, o ritmo é outro e como os produtores disseram, haverá muita informação nas temporadas sobre o futuro dos livros.

Depois acompanhamos uma rápida cena de Bran sonhando com o Corvo-de-três-Olhos.

Percebi que não veremos Bran na pele de Verão tão frequentemente quanto nos livros.

Acredito que a série optou por diminuir a importância do vínculo entre os Stark e os seus lobos.

Podemos perceber isso ao ver que Arya não sonha com Nymeria, Jon está sem Fantasma ao seu lado, Orell/Varamyr não tem seus diversos animais.

Novamente vemos Varys… Agora colhendo informações sobre Mindinho.

Talvez muitos não concordem… Mas é exatamente por essas cenas que classifico esse episódio como sendo de Varys também.

O desenvolvimento do personagem nesse episódio foi muito grande.

Mais uma vez chamo a atenção de vocês… os produtores estão mostrando o embate Varys/Mindinho de uma forma menos sutil que nos livros.

Acho que vale a pena prestar atenção nesses pormenores.

Eles conseguiram criar e nos apresentar um Septo maravilhoso. As estatuas dos 07 ficaram perfeitas e grandiosas.

foto 5

Margaery Tyrell passeia em um tour histórico com o Rei Joffrey que consegue a cada fala demonstrar sua insanidade.

Cersei e Olenna conversam, e a Rainha dos Espinhos, planta algumas dúvidas na cabeça da Regente.

Eu não suporto o ator que interpreta Joffrey. Mas o moleque interpreta muito bem (por isso o odeio).

O medo dele em chegar perto da multidão é vencido após alguns a incitação de Margaery e segundos de hesitação genuína.

Aqui vemos que Joffrey ainda é um garoto, e o incidente na Baixada das pulgas o deixou com medo.

22

Essa cena mostra como as Rosas conseguiram domar os Leões.

 O núcleo Theon e Ramsay é abordado com um ritmo bom… Achei que eles tinahm antecipado demais, mas foi uma ótima escolha…

Eu não odeio Theon. Nos livros eu comecei a odia-lo quando ele invadiu Winterfell. Depois, quando vi tudo o que ele passou, eu acabei “perdoando-o”.

De todos os livros que li, Theon é um dos poucos personagens que percorreu o caminho da redenção.

E esse caminho será trilhado agora na série…

Depois temos uma cena com Jaime e Brienne.

Jaime é outro personagem que percorre o caminho da redenção. Um caminho que lhe ensinará humildade.

O ponto alto da cena é a interpretação de Nickolaj mostrando um homem quebrado, isento de orgulho, a sombra e um leão Lannister.

Quando Brienne irritada diz para Jaime que ele perdeu apenas uma mão, a resposta do Regicida é chocante.

– Eu era aquela mão! – Jaime Lannister

Acho que isso resume toda a desilusão no olhar vago dele. Essa frase resume o sentimento de “minha vida acabou” que percorre Jaime.

33

Brienne, no entanto, vê que ali há um homem justo e que o título “Regicida” não define a essência de Jaime.

Outro momento interessante é quando Brienne chama Jaime de mulher. Dá pra ver no rosto dela como ela acha o termo mulher ofensivo. Ela tem raiva de ser mulher. Talvez ela tenha raiva do que a palavra mulher signifique…

Ela diminui o fato dele ter perdido a mão como se fosse algo trivial. Deixando claro que ele não é apenas aquela mão.

Ele aceita as palavras comendo o pão.

Mais uma vez a série nos mostra a força das mulheres na obra de Martin.
Todas mulheres são surpreendentes. Todas as mulheres da obra tem um caráter forte e belo.

Eu nunca li um livro (ou vi uma série) onde as mulheres fossem tratada de forma tão singular e tão acertada.

bom, voltando à cena… O clímax do núcleo Jaime/Brienne foi atingido! A cena foi linda.

Eu pareço um fã histérico… mas não tem como não tecer elogios para esse episódio!

O alivio cômico do episódio veio com a cena de Olenna Tyrell dando uma lição sobre heráldica e lemas das Casas de Westeros.

E continuando a cena, mais uma vez temos Varys.

A conversa de Varys com Olenna me atingiu como um raio.

gameofthrones-03x04-1

Eu praticamente levantei do sofá… queria voltar para ter certeza se era aquilo que estava ouvindo mesmo.

Até pareceu que Varys leu meu post sobre Mindinho.

Tudo que previ no post sobre Mindinho ele disse para Olenna.

CLIQUE AQUI para ler.

Mindinho quer o Norte e a chave para isso é Sansa.

Como não temos a falsa Arya na série, acredito que os produtores (talvez) resolveram explicar agora que o intuito de Mindinho é o Norte.

(Dêem uma olhada no meu post e vejam o mapa que publiquei).

Bom… Varys está começando a jogar o Jogo dos tronos. Espero que o movimento de Petyr Baelish seja logo no próximo episódio.

Voltamos à propriedade de Craster e vemos Mormont (sinto falta do corvo dele) queimando um membro da Patrulha.

Essa sequência é a responsável pelo nome do episódio “And Now his Watch is Ended”.

Eu gostei muito do modo como tudo ocorreu. Tudo graças a um incidente pequeno que aconteceu em um momento errado.

Em um momento onde homens famintos estavam próximos de perderem a própria humanidade. É um clássico momento de quebra das regras sociais.

6

Em um segundo todos seguem as regras impostas pela sociedade ou pelo superior hierárquico. E no próximo segundo, temos animais lutando por comida, sexo e abrigo.

“Não há lei para lá da Muralha” e “Há uma besta em cada homem, e ela se liberta quando você põe uma espada em sua mão”. São as frases que definem essa cena.

Gostei de ver que havia muita força nas mãos do velho Urso, mesmo depois de gravemente ferido ele tentou lutar.

Com a dispersão da Patrulha da Noite, vemos Sam fugindo com Goiva e após somos apresentados à Beric Dondarion.

Bookeando-Game-of-Thrones-And-Now-His-Watch-is-Ended-Beric-Dondarion1-640x250

Eu não gostei da atuação mecânica dele.

Talvez porque a HBO superou muito minhas expectativas no que diz respeito ao Thoros de Myr. (Igual com Davos).

O Ator que interpreta Thoros de Myr está impecável, e acho que isso ofuscou a estreia de Beric.

Outro fato que me desagradou um pouco foi a pausa dramática quando Dondarion revela que será ele em pessoa que lutara com Cão de Caça.

Ele mal foi citado anteriormente na serie, logo é um desconhecido. E não vejo motivo para até mesmo o próprio Cão não acreditar na informação.

Bom.. não sei… Isso tira 1% do mérito do episódio perfeito.

Só para não dizer que sou um fã histérico.

Quem salvou a cena foi Clegane. Defendendo-se de seus atos. Eu gostei!

No próximo episódio teremos um duelo e tanto.

Agora estamos em Astapor…

Daenerys tem seus Imaculados e em troca dá seu dragão.

O choro do dragão quando ela se afasta é de dar dó.

E é aqui… Exatamente aqui, que o episódio atinge o clímax digno de um filme blockbuster.

Melhor cena do Episódio

DAENERYS FALANDO EM VALIRIANO!

A raiva na voz dela! O tom de voz, as ordens dadas são de um verdadeiro Targaryen!

foto 2

DRACARYS!

Agora sim, Daenerys Targaryen nasceu… É assim que ela tomara Westeros dos usurpadores. É com essa atitude séria e direta que ela tomará o que é dela.

Vemos que Daenerys está decidida a conquistar o trono de Ferro. E a série está disposta a nos mostrar isso.

Impressões

Esse episódio trouxe o ritmo que eu achei que faltava.

Game of Thrones é intriga, é segredo, é duelos, é drama e principalmente é dragão!

E neste episódio tivemos um pouco de tudo.

Essa temporada segue agradando tanto aos fãs dos livros quanto aso fãs da série televisiva.

Aposto que será a melhor temporada…

foto 3

Precisamos esperar e ver se concretiza-se essa afirmação.

Um ponto interessante a ser abordado são as informações que os produtores plantam nos episódios que nos dão pistas sobre o futuro dos livros.

E Varys está sendo devidamente aprofundado. Agora é esperar os episodios com Mindinho.

Drogon é o dono da temporada… fico triste em não ver os outros dragões, mas sei que a verba investida em efeitos especiais é muito grande.

Fico contente em ver apenas Drogon como protagonista.

5

Agora é esperar por “Touched by Fire” 

E vocês o que acharam do episódio?

O que estão achando dessa temporada?

Não se esqueçam de clicar no icone abaixo e curtir a página do blog no Facebook, e assim fique sabendo das novas atualizações!

banner fb

______________________________

E para aqueles (assim como eu) que estão revendo as duas temporadas em paralelo, aproveitem a redução nos preços da livraria Cultura.

game-of-thrones-season-1-bdGameOfThrones_BD_S2

E para quem não tem nenhuma das temporadas, vale a pena compra o  Box de Colecionador, com as duas temporadas!

12 comentários sobre “Game of Thrones – S03E04 – And Now His Watch is Ended

  1. Fiquei pensando na cena de Joffrey com a Margaery, aquela aula sobre a dinastia Targaryen – que também não há nos livros; claro, as citações estão lá, mas dispersas: Será que os produtores estariam preparando o terreno para a pretensa série “Dunk & Egg”?
    Outra coisa, aquilo reforça – e muito – a importância de Daenerys na trama, como a representante de uma dinastia, coisa que nenhuma das casas têm, e acredito que a tendência é que essa importância vá crescendo cada vez mais na temporada, assim como nos livros…

  2. Só não vou dizer que é o melhor da temporada por causa do nono episódio. E acho que pra mim o segundo melhor será Kissed by fire (hehehe, por que será? ;)) Mas foi sensacional, bem carregado emocionalmente.

    Achei a cena do Bran desnecessária, pareceu que foi só para encher linguiça. Se foi um tipo de premonição por causa da mãe dele e o que ainda vem por aí, foi precipitado, podiam deixar para mais tarde.

    A do Varys meio que me assustou, mas entendi perfeitamente o porque de terem colocado. Eles precisam mostrar esse lado implacável de Varys e como ele é perigoso. E Jaime e Brienne maravilhosos. Ambos perfeitos no papel, e a mão do Jaime pendurada no pescoço me deu uma sensação ruim. Eu já me sentia desconfortável lendo, vendo isso foi bem pior.

    A Rainha dos Espinhos como sempre linda, com a língua afiada e ela reclamando do emblema de sua casa foi sansacional. Margaery cada vez mais encantando Joffrey, e realmente Jack Gleeson é um ator excelente. Eu também tenho muito ódio do Joffrey, mas espero ansiosamente cada uma das cenas dele, porque sei que vem show. Por que o Batman salvou ele?😉

    Theon, ah, Theon! Pra mim foi a cena mais perfeita dele. E olha que isso é dizer alguma coisa, porque na temporada passada Alfie Allen já arrasou. Dei um grito quando ele disse que o pai verdadeiro perdeu a cabeça em King´s Landing…Doeu no meu coração. Acho que ele é um personagem incrível, complexo e profundo como poucos na literatura, e Alfie Allen soube dar vida a ele com maestria. E Iwan Rheon, com aquela cara de sádico (sério, deve ter gozado) foi maravilhoso. Em um segundo, com um olhar, a gente passa a odiar Ramsay com todas as forças. Claro que quem leu os livros já sabia quem ele era, mas foi espetacular ver isso também.Aliás, já que você mencionou a falsa Arya, acho que ela ainda pode aparecer. No livro, se eu não estou enganada, isso também acontece mais tarde. E acho que os produtores tem que colocar ela, porque ela é uma parte importante para a redenção de Theon.

    Comandante Mormont…ai! Não deu nem pra eu chorar porque ainda estava sob o efeito Theon. Rast, maldito, toma o que você merece! E Craster também. Espero que não mudem e Grenn e Edd cheguem a Castle Black, como no livro. (ai, Edd…). E Sam e Gilly (não consigo escrever o nome dela em português. fala sério, que nome horroroso foram arranjar!), que fofo! Os dois atores também em ótima sintonia. Já deu pra sentir isso no episódio anterior. Gostei do gorduchinho tomando o controle. Agora só falta ele virar o Matador.

    Finalmente, Dany. LINDA! D*I*V*A*. Achei que a sequencia ficou muito melhor que no livro. Isso porque para quem leu, sabemos o tempo todo que ela fala valiriano e entendia tudo que Graznys falava. Jorah também sabe disso. Mas na série, a surpresa dele foi tudo! Emilia Clarke brilhou. Agora sim ela é uma khaleesi, como a gente ama. Drogon maravilhoso, ansiosa pra ver ele tocar fogo em Mereen. e é em cenas assim que a gente entende porque das escolhas e cortes. de que adianta ter direwolves (obs: acho que eles ainda vão explorar mais a ligação dos Stark com os lobos. Jojen está aí para isso, explicar isso para quem não sabe E pode apostar que Ghost está voltando para Jon) se numa cena crucial como essa faltam os recursos? Prefiro do jeito que está.

    Eu tenho visto muita gente reclamando das mudanças, mas como você, eu presto muito atenção nisso, porque são spoilers dos livros. Como por exemplo a espiral desenhada pelos whites no episódio anterior. Tenho certeza que os produtores estão tentando dar alguma pista dessa forma.

    Ai, quase que escrevo outra resenha😉

    Beijos!

  3. Engraçado. O episódio foi realmente espetacular e sua review também, mas me preocupa os rumos da coisa. Nos livros, o Joffrey morre em um plano entre a Olenna e o Littlefinger, usando a presença da Sansa no banquete, salvo engano. Essa temporada mostra a Olenna muito mais ligada ao Varys do que ao Littlefinger, inclusive atuando contra o nosso querido Baelish. Será algo para nos preocuparmos??

    1. Eu não vejo ela como atuando contra o Mindinho. Ela atua contra em alguns aspectos e a favor em outros. É claro que ela prefere que os Tyrell tenham controle sobre o norte (ao invés do Mindinho), por isso prefere que a Sansa fique com o Loras.
      Mas em outros aspectos, ela se alia ao Mindinho, como na situação de matar o Joffrey.

      É o jogo dos tronos, tem-se que fazer alianças de todos os lados, defendendo seus interesses!

  4. Episodio perfeito, em todos os sentidos .provou que pra ser bom episodio, nao precisa ter sexo e putaria aos montes, bobeira e encheção de linguiça ! Eu fico triste por darem tanto destaque assim ao Drogon, e mais ainda de pensar que isso pode ser um spoiler gigantesco dos livros que virão (que apenas o Drogon terá importancia no final). Nos livros, todos os tres dragoes sao importantes por igual e cada um tem sua personalidade, realmente uma pena …

    E sobre Theon, essa fala que eles inventaram pra ele na serie (pq nos livros em momento algum ele reconhece Ned como pai) pra mim soh mostra que la na frente, o cara vai se redimir das merdas que fez e “lutar” (se eh que ele tem condições pra isso) pra colocar ou Bran ou Rickon no poder (ta mais pro caçula).

  5. Realmente um episodio em q os produtores/roteiristas deixaram as sutilezas de lado e deram um chacoalhao no público: hey, caras….. aqui eh do nosso jeito e no nosso ritmo.
    Qual eh mesmo o episódio escrito pelo Martim? Esse vou rever diversas vezes buscando pistas.
    Eu gostei mto de quase tudo. E fiquei em alerta com varias partes…. Oh, como sao manipuladoras essas mulheres Tyrell…… E Sansa, Sansa….. como vc eh bobinha…. quando vx vai aprender? Estou ansiosa para q sejam mostradas as estratégias do Mindinho, pois o Varis me assustou.
    E por falar em gente que sabe usar seu poder na hora certa…. que firmeza da Danny, nao?!! Uh, adorei ve-la convicta. Foi avassaladora. ….

    Enfim… foi mto surpreendente o ep. E o seu post esta retratando mto bem tudo. Como sempre, um ótimo trabalho. Parabéns. As imagens tb ficaram otimas…😉
    Um beijo. Até. ..

  6. Nesse episódio eu realmente adorei o diálogo entre Brienne e Jaime. É incrível como duas pessoas aparentemente tão diferentes possam criar uma empatia tão grande entre elas partindo da tragédia que passaram. E empatia levando em conta o significado da palavra (capacidade de compreender o sentimento ou reação da outra pessoa imaginando-se nas mesmas circunstâncias). Prova disso é que aparentemente Brienne arrepende-se do que falou, sobre Jaime nunca ter passado por reais dificuldades, nunca ter perdido nada. Dá para ver no olhar dela que ela se arrependeu de ter falado isso, a resposta do olhar de Jaime é ainda mais impactante. É como se ele falasse: é fácil para você, não foi você que perdeu sua vida (a mão). E sendo Jaime o vaidoso sujeito que é, não é apenas a questão da funcionalidade que mexe com ele, mas talvez o medo de tornar-se como seu irmão (Tyrion) e ser rejeitado pela sua família. E temos que reconhecer que o Jaime a salvou do estupro anteriormente com sua lábia, mesmo que sempre faça tudo por interesse.

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s